ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Mulher morre ao subir em capô de carro para impedir namorado bêbado de dirigir

Jovem foi arremessada e atropelada depois que motorista bateu carro em poste

Por Ana Oshiro e Ana Beatriz Rodrigues | 15/05/2021 07:12
Jovem morreu com múltiplas fraturas depois de ser atropelada (Foto: Kisie Ainoã)
Jovem morreu com múltiplas fraturas depois de ser atropelada (Foto: Kisie Ainoã)

Mariana Vitória Vieira Lima, de 19 anos, morreu na madrugada deste sábado (15) ao ser atropelada. Ela tentava impedir o namorado bêbado de dirigir. Rafael de Souza, de 19 anos, foi preso em flagrante por feminicídio, pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

O acidente ocorreu por volta das 4h30, na Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camillo, no bairro Santa Fé, em Campo Grande.

De acordo com a PM (Polícia Militar), Rafael contou que os dois estavam bebendo em um bar, na Avenida Afonso Pena, quando começaram a discutir. O jovem disse que pegou a chave do carro para ir embora, mas Mariana viu que ele estava muito alterado e disse "não sai com o carro que você vai morrer".

Carro parou cerca de 50 metros depois do local que a jovem foi atropelada (Foto: Kisie Ainoã)
Carro parou cerca de 50 metros depois do local que a jovem foi atropelada (Foto: Kisie Ainoã)

Conforme a polícia, a jovem então subiu no capô do veículo tentando impedir que Rafael dirigisse bêbado. Mas ele "arrancou" com o carro mesmo assim, indo da Avenida Afonso Pena em direção à Via Parque.

Ao fazer uma curva, para entrar na  Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camillo, Rafael perdeu o controle do veículo, bateu em um poste e arremessou a namorada alguns metros à frente. O jovem ainda passou com o carro por cima de Mariana e só parou o veículo cerca de 50 metros à frente.

Em teste de etilômetro, o resultado foi de 0,89 mg de álcool por litro de sangue no corpo de Rafael. Momentos após ser algemado e colocado na viatura da PM, investigadores da Deam chegaram ao local e prenderam Rafael por feminicídio.

De acordo com a perícia, Mariana morreu com múltiplas fraturas e haviam marcas de pneu na barriga da jovem. Rafael não teve ferimentos, mas, de acordo com a reportagem, estava muito abalado e, antes de ser preso, chorava próximo ao corpo da namorada. Ele foi levado para a Deam, que vai investigar o caso.

Rafael foi preso pela Deam e responderá por feminicídio (Foto: Kisie Ainoã)
Rafael foi preso pela Deam e responderá por feminicídio (Foto: Kisie Ainoã)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário