A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/05/2014 10:46

Mulher traída mandou grupo roubar e agredir brutalmente marido

Francisco Júnior e Graziela Rezende
Quadrilha foi apresentada nesta manhã na Derf. (Foto: Simão Nogueira)Quadrilha foi apresentada nesta manhã na Derf. (Foto: Simão Nogueira)
Mulher disse que foi traída por diversas vezes e por isso arquitetou o roubo. Foto: Simão NogueiraMulher disse que foi traída por diversas vezes e por isso arquitetou o roubo. Foto: Simão Nogueira

A Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) apresentou nesta manhã (30) os envolvidos em um assalto ocorrido no dia 20 deste mês no Jardim Presidente, em Campo Grande, que terminou com um homem brutalmente espancado.

O que mais chama atenção nesse caso é que a mulher da vítima foi quem planejou todo o crime. Segundo a investigação da Derf, Thamirez de Azevedo Silva, 24 anos, arquitetou toda a ação para se vingar do marido, Lúcio Mendieta Lopes, 44 anos, a quem ela acusa de que a estava traindo.

Para planejar o assalto, segundo a Polícia, a mulher contou com a ajuda de uma adolescente de 16 anos. A garota foi quem apresentou a ela Leandro Silva Andrade, 20 anos, um dos autores do assalto. O rapaz contratou mais dois comparsas para o crime: Jheferson Luiz Nogueira da Paixão, 23 anos, e Paulo Roberto Rocha Arguelo de 20 anos. Todos foram presos e apresentados na delegacia. 

Como pagamento, ela prometeu ao trio R$ 15 mil, quantia que, segundo a mulher, o marido sempre trazia quando voltava de viagem .

A ação dos bandidos aconteceu na noite do dia 20. Lúcio chegava em casa, depois de passar uma semana viajando, quando foi rendido pelo assaltantes. No local, também estava Thamirez e os dois filhos dela . Durante o assalto, os bandidos espancaram o caminhoneiro que ficou bastante ferido. A mulher também foi agredida na ocasião. Os bandidos fugiram do local levando dinheiro e um caminhão. O veículo foi abandonado logo depois.

A Polícia começou a desvendar o crime dois dias depois. No dia 22, Thamirez acompanhou o marido na delegacia para prestar depoimento. A frieza dela, segundo o delegado Fábio Pero, responsável pela investigação, ao relatar o que havia ocorrido na casa naquela noite chamou a atenção dos investigadores.

Ela foi chamada a depor novamente no dia seguinte. Na ocasião, Thamirez foi submetida a uma revista íntima por uma policial feminina, que acabou encontrando dentro da vagina dela um celular. Em depoimento anterior, a mulher havia informado a Polícia que o aparelho havia sido levado pelos assaltantes.

Vítima ficou com o rosto bastante machucado. (Foto: Simão Nogueira)Vítima ficou com o rosto bastante machucado. (Foto: Simão Nogueira)

Diante da situação, ela confessou o crime e justificou alegando que o marido a estava traindo e queria alguém para espancá-lo. Thamirez acabou entregando os outros comparsas.

A adolescente foi apreendida primeiro e informou aos policiais o endereço de Leandro. Os últimos a serem presos foram Jheferson e Paulo, no dia 28 no bairro Zé Pereira. Na casa de Jheferson, os policiais encontraram um revólver calibre 38 usado no crime.

Segundo o delegado, o grupo realizou duas festas para comemorar o assalto. Thamirez esteve presente nas duas. O dinheiro roubado da vítima, um total de R$ 500, não foi recuperado.

Em entrevista ao Campo Grande News a mulher negou o crime, mas afirmou que tem inúmeras provas de que o marido a estava traindo.

Além de perder o marido, Thamirez vai ficar sem os filhos. As crianças serão entregues para avó materna que moram no Maranhão.

O grupo vai ser indiciado por roubo qualificado pelo uso de arma de fogo e formação de quadrilha.

 



O cara tem 44 anos que da uma de gatinho com uma gatinha de 24, so da pra cabeça.
 
Antonio Garcia em 30/05/2014 11:08:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions