A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

19/02/2019 16:08

Mulheres formam comissão e cobram solução sobre casas em área invadida

Comunidade é conhecida como Samambaia, mesmo nome do clube que funcionou no local entre 1980 e 2005.

Gabriel Neris e Danielle Valentim
Mulheres do Samambaia em frente à Câmara de Vereadores (Foto: Danielle Valentim)Mulheres do Samambaia em frente à Câmara de Vereadores (Foto: Danielle Valentim)

Cerca de 50 mulheres acompanharam a sessão desta terça-feira (19) na Câmara de Vereadores para cobrar uma solução em relação às casas do Samambaia, na região sul de Campo Grande, atualmente ocupada por cerca de 470 famílias. Uma comissão foi criada por cinco delas para acompanhar a situação.

As moradoras foram à Casa de Leis para cobrar ajuda aos vereadores. A comunidade é conhecida como Samambaia, mesmo nome do clube que funcionou no local entre 1980 e 2005.

Como não puderam participar da sessão de hoje, a comissão foi orientada a voltar na sessão de quinta-feira, onde poderão se manifestar na tribuna.

Em dezembro, cerca de 600 manifestantes do Samambaia e Homex cobraram a prefeitura, mas ouviram que o Executivo não teria condições de desapropriar para comprar a área dos donos. No dia 26 de novembro foi confirmada a reintegração de posse das áreas particulares entre prefeitura, Ministério Público Estadual, Secretaria de Segurança Pública do Estado e defesa das comunidades.

O prefeito pontuou que se trata de decisão judicial e que no caso do Samambaia foi o proprietário da área quem entrou com o pedido de reintegração. Marquinhos disse que todas as casas foram construídas em áreas de preservação permanente.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions