ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Na segunda, Sesau continua vacinação de pessoas com comorbidades

Também segue a imunização de idosos com 67 anos ou mais

Por Clayton Neves | 27/03/2021 19:52
Enfermeira preparando dose da coronavac para ser aplicada em Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã)
Enfermeira preparando dose da coronavac para ser aplicada em Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã)

Depois de filas enormes e confusão neste sábado, na segunda-feira (27), a Sesau resolveu esticar o calendário de vacinação contra a covid-19 em Campo Grande para pessoas com deficiência e comorbidades, além de idosos com 67 anos ou mais.

A vacina segue liberada para pessoas com 18 ou mais, que sejam autistas, deficientes mentais, que tenham com síndrome de Down, paralisia cerebral, distrofia muscular, deficientes visuais ou auditivos ou traque ostomizados.

Também estão inclusos no público a partir dos 18 anos, pessoas transplantadas, renais crônicos em diálise ou pacientes oncológicos com doença ativa e em tratamento.

O calendário foi aberto, inclusive, para pessoas com mais de 60 anos que comprovem ser imunossuprimidas, portadoras de pneumopatias crônicas graves ou gastrostomizados.

Lotação neste sábado no posto Coronel Antonino.
Lotação neste sábado no posto Coronel Antonino.

Lotação - O problema neste sábado, início da imunização desses grupos, é que só duas unidades foram preparadas para atender a esse público. A recomendação é para que eles procurem apenas o drive-thru no Parque Ayrton Senna ou o Ginásio Guanandizão, que foram estruturados para acolher esses pacientes.

Para receber a vacina é importante se cadastrar no site de vacinação da prefeitura (clique aqui e acesse). Pacientes com as comorbidades descritas precisarão apresentar laudo médico no ato de vacinação.

Neste sábado (27),  4,5 mil pessoas foram vacinadas durante o plantão na Capital.

Continuarão sendo vacinados os imunossuprimidos, pessoas com pneumopatias crônicas graves e gastrostomizados que tenham mais de 60 anos de idade.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário