A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/12/2010 12:27

Nelsinho assiste em Brasília diplomação da presidente eleita Dilma Rousseff

Carlos Martins

Para acompanhar a cerimônia de diplomação no plenário do Tribunal Superior Eletoral (TSE), foram convidadas cerca de 250 pessoas, entre autoridades, familiares e amigos

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), foi convidado para acompanhar nesta sexta-feira, em Brasília, a cerimônia de diplomação da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) e do vice-presidente eleito Michel Temer (PMDB). A cerimônia está marcada para as 17h no Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Fui convidado pelo presidente Lula para a diplomação da presidente Dilma e do vice Michel Temer e também para o coquetel”, disse Nelsinho, que embarca ás 13h para a capital federal.

A diplomação atesta a vitória nas urnas da primeira mulher eleita no Brasil para a presidência e do vice-presidente eleito, deputado Michel Temer. A partir da diplomação, eles se tornam aptos para tomar posse no dia 1º de janeiro de 2011, no Congresso Nacional.

Foram convidadas cerca de 250 pessoas, entre autoridades, familiares e amigos, mas somente 100 deles ficarão no Plenário, devido à limitação do espaço. Os demais convidados assistirão à cerimônia no auditório do TSE, no segundo andar do edifício-sede.

As primeiras autoridades a ocuparem seus lugares no Plenário são os ministros da Corte. Em seguida, o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, faz a abertura da sessão solene. A partir de então, Dilma Rousseff e Michel Temer entram no Plenário e ouvem, junto com os convidados, a execução do Hino Nacional.

No próximo passo, o ministro Lewandowski entrega o diploma à presidente eleita e, em seguida, ao seu vice. Dilma Rousseff deve fazer um breve discurso e logo após o presidente do TSE encerra a sessão solene, também com um rápido pronunciamento. Os diplomados receberão os cumprimentos em salão ao lado do Plenário.

(Com informações do TSE)

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions