ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 25º

Capital

No “feriadão”, Capital passa a ter 8 blitze por dia para barrar álcool e direção

Por Liniker Ribeiro | 22/03/2021 15:49
Blitze realizada pela Guarda Civil Metropolitana, em avenida de Campo Grande (Foto: Divulgação/Guarda Municipal)
Blitze realizada pela Guarda Civil Metropolitana, em avenida de Campo Grande (Foto: Divulgação/Guarda Municipal)

Com a semana de feriados antecipados, fiscalizações pelas ruas de Campo Grande serão ampliadas, a partir de hoje, para garantir que medidas adotadas pela prefeitura estejam sendo cumpridas. Isso inclui o trânsito. Conforme o secretário municipal de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, 8 blitze diárias serão realizadas, até o próximo domingo (28).

“A intenção é evitar álcool e direção”, alerta Azambuja. “Tirando esse pessoal de circulação, você tem redução de acidente com traumas, que resultam em pacientes ocupando leitos. Então, fica o alerta para  o pessoal que bebe e insiste em dirigir: se for pego, vai ter o carro apreendido e responderá criminalmente”, destaca.

Esta é a terceira vez que o número de fiscalização, no trânsito, aumenta. “De janeiro a dezembro [do ano passado], nós tínhamos de três a quatro blitze, por dia. De janeiro para agora, aumentamos para seis e, desde ontem, vamos aumentar para oito blitze diárias, no período vespertino e noturno”, reforça.

Comércios – O cumprimento, ou não, das medidas estipuladas em decreto, envolvendo setores econômicos, da Capital, também recebeu ampliação no efetivo responsável por fiscalizar os estabelecimentos.

“Bolamos com a Vigilância e a Semadur, de aumentar o comércio para cumprimento das ordens. A partir das 20h, estaremos com efetivo ainda maior, pelo menos 10% a mais, fazendo a fiscalização do toque de recolher.

Apesar do trabalho a mais, Azambuja acredita que os próximos dias serão menos tumultuados, mas quem descumprir, será fortemente penalizado. “Entendemos que os próximos cinco dias serão mais tranquilos, comércio está fechado, uma parcela da população viajou, que a gente sabe, botecos e festas clandestinas serão fiscalizados. Aquela fase, ‘eu não vi o decreto’, acabou. Se descumprir, será levado à delegacia”, conclui.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário