A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

24/08/2018 18:30

Nos 119 anos, um novo roteiro surge para o turista em Campo Grande

De observatório de aves no Horto até "tour cervejeiro", turismo na Capital passa por repaginada

Adriano Fernandes
Lançamento do primeiro toten para observação de aves da cidade, no Horto Florestal. (Foto: Kenrique Kawaminami)Lançamento do primeiro toten para observação de aves da cidade, no Horto Florestal. (Foto: Kenrique Kawaminami)

As vésperas de mais um aniversário, o turismo da Capital busca inovar, sem deixar de ressignificar o que sua história tem de melhor. Do Complexo Ferroviário, passando pelo horto – a partir de hoje, ponto oficial de observação de aves - até um "tour cervejeiro" a Capital chega aos 119 anos com atrativos para quem é daqui ou do mundo.

O mapa turístico da cidade foi atualizado junto a principais agências de turismo, CAT´s(Centros de Atendimento ao Turista), rede hoteleira, como uma forma de fomentar a visitação. Fica a cargo do turista escolher o que quer conhecer.

A programação revisita pontos históricos destes 119 anos, muitos que por sinal, são abertos ao público, de entrada gratuita, mas que a população na prática, não toma para si como atrativos culturais.

Na Esplanada Ferroviária, por exemplo, tombada como patrimônio histórico desde 2009 a nostalgia toma conta para quem chega e se depara com o local, hoje, revitalizado e mantendo intactas algumas características da época em que a antiga N.O.B. (Estrada de Ferro Noroeste do Brasil) funcionava a todo vapor.

Dos livros com os registros de viagens escritos a mão, os pisos, o teto. As janelinhas, antes usadas como guichês. Tudo remete as tantas de 1914, em que o local era baldeação do percurso entre Bauru, Corumbá até Ponta Porã. Mas o espaço também tem outros atrativos, além da contemplação.

Muita gente não sabe, mas no complexo são realizadas aulas gratuitas de música, pintura, mosaico, dentre outras atividades artísticas para quem pode buscar no artesanato ou nas artes, uma fonte de renda.

Ali, também fica a Galeria de Vidro com exposições permanentes dos artistas da terra. Tudo gratuito. O local, é de onde a reportagem saiu em um tour, esta tarde (24) pode também ser o pontapé inicial de visitação para qualquer turista e, porque não, dos próprios moradores?

Antônio Marques da Silva trabalhou por 30 anos na NOB, hoje, é figura que recepciona turistas. (Foto: Kenrique Kawaminami)Antônio Marques da Silva trabalhou por 30 anos na NOB, hoje, é figura que recepciona turistas. (Foto: Kenrique Kawaminami)
Toten de observação sendo inaugurado, nesta sexta-feira. (Foto: Kenrique Kawaminami)Toten de observação sendo inaugurado, nesta sexta-feira. (Foto: Kenrique Kawaminami)

A Orla Morena, hoje, repaginada e adaptada ao lazer dos moradores, pouco remete a 2004 quando ainda mantinha os trilhos em meio ao matagal.

Outra curiosidade que talvez o campo-grandense não saiba, mas foi oficialmente instituída, nesta sexta-feira (24) é que Horto Florestal, "coração da cidade", é também o mais querido entre os observadores de árvores do Estado e no país.

Dali já foram catalogadas mais de 70 espécies das cerca de 450 identificadas por toda a Campo Grande. Números que alçam a cidade a “Capital do turismo de observação de aves do país”, ressaltou a biólogo Simone Mamed, durante lançamento oficial do primeiro toten para a observação de aves na cidade.

“É um local que reúne alguns dos fatores mais importantes da observação. Alimento, abrigo, área verde abundante bem conservada”, comemora. No toten do horto o turista tem acesso por meio de um QR Code, aos outros 29 pontos de observação de áreas verdes da cidade.

Boa parte, sendo lançados nesta semana, após um trabalho de anos de catalogação das espécies. O espaço para o turismo de observação, por sinal, tem também reflexo econômico, conforme explica o observador Geancarlo Merigue.

Cervejaria Prosa é a mais completa dentre as cinco do tour cervejeiro. (Foto: Kenrique Kawaminami) Cervejaria Prosa é a mais completa dentre as cinco do tour cervejeiro. (Foto: Kenrique Kawaminami)

“A cidade recebe muitos turistas voltados para essa prática o que mostra não só a nossa importância nessa rota de turismo, como também impacta a economia. Em média, estimamos que eles gastam entre R$ 300,00 a R$ 400,00 por dia em visitação”, comenta.

No total, só no mês de julho a cidade recebeu 20 mil turistas. Paraguaios e Colombianos representam 29,4% e 26,4%, respectivamente no quantitativo. Os dados também reúnem franceses e Argentinos (8,8% ), entre os que mais vieram a cidade.

Do horto o passeio seguiu por outros pontos mais populares da cidade. O Mercadão, onde são vendidos até 600 pastéis por dia, passando pelo relógio da Calógeras, também às vésperas de ser reinaugurado, repaginado.

No Centro, outra oportunidade também conhecida são os passeios,  todos os sábados, a pé por alguns dos estabelecimento comerciais mais antigos da região. O serviço pode ser contratado pelo 99216-9500. Todos os pontos, são endereços emblemáticos da Capital, aproveitados com euforia por quem vem de fora e a dispor integralmente para quem é daqui.

Outra novidade bem bacana, lançado há apenas dois dias, é o “tour cervejeiro”, criado a partir de um conceito de turismo, popular entre outros países. São cinco cervejarias artesanais que o turista pode conferir na cidade. Na Prosa, a mais completa delas por R$ 50,00 o visitante pode conhecer os processos de fabricação, enquanto degusta até 6 tipos de cerveja e a boa comida de boteco.

Reflexo da proposta de fomentar a visitação reforçando os pontos fortes e já consolidados do turismo da Capital, sem perder o foco na inovação.

“Tentamos ressignificar o que a cidade tem de melhor para agradar não só ao turista, mas o próprio morador que vive aqui, mas talvez não conheça tudo o que a cidade tem para oferecer. Permitir uma experiência mais ampla e bem estruturada de visitação”, conclui Juliana Salvadore, superintende de Turismo da Sectur.

Confira parte do passeio da reportagem, esta tarde pela cidade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions