A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/09/2014 17:49

Nova tarifa de táxi entra em vigor e usuários reclamam de aumento

Alan Diógenes
Tarifa de táxi foi reajustada em 16,36% e população sentiu no bolso. (Foto: Marcelo Calazans)Tarifa de táxi foi reajustada em 16,36% e população sentiu no bolso. (Foto: Marcelo Calazans)

O reajuste de 16,36% na tarifa de táxis aprovado pelo prefeito Gilmar Olarte (PP) no começo do mês passado tem dividido opiniões entre taxistas e usuários do serviço em Campo Grande. De um lado estão os trabalhadores que defendem o valor que só havia sido reajustado há três anos atrás e do outro estão os clientes que se sentem lesados com o aumento da tarifa.

Conforme o presidente da Assotáxi (Associação dos Taxistas Auxiliares) da Capital, José Carlos Áquila, o reajuste só aconteceu oficialmente há dez dias. “Apenas o quilômetro rodado sofreu alterações. Na bandeira 1 (6h às 22h), o valor foi reajustado de R$ 2,40 para R$ 2,80. Já na bandeira II (22h às 6h) passou de R$ 2,80 para R$ 3,20. O valor da bandeirada continua o mesmo; R$ 4,50”, explicou.

Inconformada com o aumento da tarifa, a dona de casa Cleide Pereira Araújo, 67 anos, disse que o fato é um abuso com quem necessita do transporte. “Mais uma vez estamos sendo roubados, isso é um absurdo. Mas como todo mundo rouba hoje em dia como político, polícia e bandido, a gente tem que fingir que não está vendo”, comentou.

O auxiliar de estoque Vinícius de Lima Madureira, 21, que sempre utiliza o táxi para trabalhar, disse que percebeu a diferença no valor da corrida, mas como precisa do serviço, terá que se acostumar com o novo valor. “Antes eu vinha do centro para cá na região do aeroporto e pagava de R$ 12 a R$ 13, hoje paguei R$ 16. Ficou mais caro, mas vou tem que encarar por que preciso do táxi que é um transporte mais rápido”, destacou.

A taxista Maria de Freitas, 41, contou que os seus clientes perceberam a diferença no taxímetro, mas ainda não houveram reclamações. Ela acredita que o reajuste deveria ter acontecido por que o custo para manter os veículos subiu de uns anos para cá.

“Melhorou e muito para nós, taxistas. Aumentou o valor do combustível e da manutenção com os veículos. A tarifa deveria ter sido reajustada, como aconteceu, para compensar o nosso trabalho”, mencionou.

Já o taxista Milton Celso, 43, queria que o valor fosse reajustado no começo do ano. “Faz tempo que o valor da tarifa está defasado e a gente quase não estava mais tendo mais lucro. A tarifa deveria ter reajustada bem antes”, apontou.

Opinião compartilhada pela taxista Lígia Roberto, 36. “Acho justo para com a classe dos taxistas. Só isso que tenho para falar”, finalizou.

Taxista Maria afirma que reajuste ajudou categoria que paga valor alto com combustível e manutenção de veículos. (Foto: Marcelo Calazans)Taxista Maria afirma que reajuste ajudou categoria que paga valor alto com combustível e manutenção de veículos. (Foto: Marcelo Calazans)
Vinicius que sempre depende do táxi sentiu a diferença no taxímetro. (Foto: Marcelo Calazans)Vinicius que sempre depende do táxi sentiu a diferença no taxímetro. (Foto: Marcelo Calazans)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions