A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

26/03/2018 12:10

Nova unidade vai ampliar em 10% as vagas de UTI públicas na Capital

De acordo com o Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde, a Capital tem 106 leitos do SUS

Aline dos Santos
Unidade de Trauma começa a funcionar em maio. (Foto: Saul Schramm)Unidade de Trauma começa a funcionar em maio. (Foto: Saul Schramm)

Com a obra entregue ontem (dia 25) e previsão de funcionar em maio, a Unidade de Trauma vai representar acréscimo de dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto à rede de saúde pública em Campo Grande. De acordo com o Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde, a Capital tem 106 leitos do SUS (Sistema Único de Saúde).

Na semana passada, reportagem do Campo Grande News mostrou o retrato da escassez: a fila por um leito em unidade de terapia intensiva somava 140 pessoas na última terça-feira (dia 20). Os dados são da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). Ao todo, incluindo rede privada e pública, são 206 leitos de UTI em Campo Grande.

Quando os novos leitos forem ativados, a secretaria aponta o incremento de vagas. “Com a implantação dos leitos de UTI na Unidade do Trauma da Santa Casa aumentará a oferta para toda rede de saúde, pois muitos dos atuais leitos no hospital são utilizados por pacientes politraumatizados e polifraturados. Com leitos de UTI específicos para estas gravidades, os atuais leitos poderão ser usados por pacientes que necessitam deste suporte intensivo de atendimento”, informa a Sesau por meio da assessoria de imprensa.

Em 2018, a prefeitura já contratou 11 vagas nos hospitais particulares para internar pacientes em estado grave. Além da instalação dos equipamentos físicos, a ativação dos novos leitos dependem que sejam custeados pelo SUS. Em Campo Grande, a Sesau tem gestão plena e avalia o custeio da unidade.

Conforme a secretaria, a Santa Casa solicitou o aumento de repasse de recursos para custeio dos atuais serviços, incluindo a implantação dos leitos de UTI e funcionamento da Unidade de Trauma.

“O pleito será analisado pela Sesau em conjunto com os demais entes (governos Estadual e Federal) que financiam a custeio da entidade”. O gasto para fazer funcionar a nova unidade é calculado em R$ 10 milhões por mês.

Novo setor será destinado a politraumatizados, principalmente vítimas de acidente de trânsito.  (Foto: Saul Schramm)Novo setor será destinado a politraumatizados, principalmente vítimas de acidente de trânsito. (Foto: Saul Schramm)

Estrutura – O hospital terá 100 leitos de internação, 10 UTIs, cinco salas cirúrgicas, duas salas para pequenos procedimentos cirúrgicos, três salas de observação com 15 leitos, três consultórios, duas salas de odontologia, duas salas de radiologia, uma sala de fisioterapia, uma sala de reabilitação, uma sala de tomografia, sala de emergência, área para recebimento de ambulâncias e estacionamentos que comporta 55 carros e 12 motos.

Investimento - Para reforma e conclusão do hospital, ao lado da Santa Casa, foram investidos R$ 8,7 milhões - R$ 3,2 milhões da prefeitura, R$ 2,8 milhões do Ministério da Saúde, R$ 1,6 milhão do governo do Estado e R$ 890 mil da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), que administra a Santa Casa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions