A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/08/2012 11:39

Prefeitura vai precisar contratar 1,2 mil para novas unidades de saúde

Paula Vitorino
Prefeito assinou ordem de serviço para construção de UBSF nesta manhã e aproveitou para entregar remédios para pacientes. (Foto: Minamar Júnior)Prefeito assinou ordem de serviço para construção de UBSF nesta manhã e aproveitou para entregar remédios para pacientes. (Foto: Minamar Júnior)

No mês de aniversário de Campo Grande, a população da cidade ganha a garantia da construção de mais 12 unidades de UBSFs (Unidade Básica da Saúde da Família). A previsão de término das obras é para o início do primeiro semestre de 2013, mas depois dos prédios prontos, o funcionamento das unidades também vai depender da contratação de profissionais.

A Secretaria de Saúde do Município (Sesau) estima uma média de 100 funcionários para cada unidade, entre médicos, enfermeiros e atendentes. Com isso, a demanda total para o início de 2013 será de cerca de 1.400 mil profissionais.

O secretário da Sesau, Leandro Mazina, explica que “é preciso construir pra depois contratar os funcionários”. Mas ele diz que a Prefeitura ainda tem concursos públicos dentro do período de validade e podem servir para a contratação de parte dos profissionais.

“Se for necessário, um novo concurso público pode ser feito no próximo ano”, diz.

Ainda serão assinadas ordens de serviço para a construção de duas UPAS (Unidades Básicas de Saúde).

Nesta manhã, o prefeito Nelson Trad Filho assinou a ordem de serviço para a construção da UBSF do bairro Zé Pereira. A obra tem investimento de R$ 1.200 milhões e vai substituir o prédio antigo da unidade já existente em parte do terreno.

Enquanto as obras estiverem sendo executadas, os atendimentos da UBSF serão transferidos para um prédio alugado, a duas quadras do local.

Funcionamento - Além das da construção dos 12 novos prédios, a Prefeitura inaugura e dá início ao funcionamento de cinco UBSF.

Segundo o secretário, os profissionais para atuar nessas unidades já estão sendo convocados por meio de nomeação no Diário Oficial.

Campo Grande já conta com 29 UBSFs em funcionamento para atender a população e, com as 12 novas unidades, a Prefeitura pretende suprir a demanda desses atendimentos.

“A UBSF é muito importante porque onde tem uma unidade funcionando bem, a saúde da população do bairro vai bem”, disse o prefeito.

As unidades de saúde da família fazem os atendimentos preventivos, como consultas médicas, aplicação de vacinas e atendimento de pacientes com doenças crônicas, como a diabetes.

Para atendimento 24h, a Capital conta 3 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e 6 CRSs (Centros Regionais de Saúde). Em dezembro, deve ser inaugurada a UPA Moreninhas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions