A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/06/2016 10:31

Obra do Hospital do Trauma recomeça na segunda, 24 anos após iniciada

Fernanda Mathias e Leonardo Rocha
Assinatura da retomada da obra ocorreu esta manhã e amanhã o canteiro de obras já será instalado (Foto: Leonardo Rocha)Assinatura da retomada da obra ocorreu esta manhã e amanhã o canteiro de obras já será instalado (Foto: Leonardo Rocha)

O governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), assinou nesta quinta-feira (16) a ordem de serviço de retomada da obra do Hospital do Trauma da Santa Casa, que estava parada desde 2012 –a última paralisação da obra, que começou no início da década de 90 e por várias vezes foi suspensa. Amanhã (17) já será montado o canteiro e os trabalhos começam na segunda-feira (20), com previsão de entrega em 12 meses.

Reinaldo afirma que, embora seja essa a previsão, pediu para que a empresa vencedora da licitação, a Poligonal Engenharia, trabalhe em regime de três turnos, o que pode antecipar o prazo de entrega em até três meses. A licitação foi finalizada em janeiro.

Com área total construída de 6,3 mil metros quadrados, o hospital terá capacidade de 10 mil internações, mil cirurgias e 10 mil consultas no período de um ano. Serão 130 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTI, dois de isolamento, 18 leitos de observação, 5 salas de cirurgias, salas de Raio-X, tomografia e ultrassonografia.

Nesta etapa final serão investidos R$ 8,4 milhões, sendo R$ 2,59 milhões da União, R$ 1,69 milhões do governo do Estado, R$ 3,26 milhões da Prefeitura e R$ 890 mil da Santa Casa. Após a conclusão, o prédio será equipado com investimento de mais R$ 12 milhões do governo federal e o governo estadual se compromete a complementar o investimento, se necessário. Quando pronto, o governo também dará suporte no custeio, diz Reinaldo.

“Essa obra só saiu do papel com envolvimento do governo estadual, Ministério da Saúde e prefeitura e também dos Ministérios Público Estadual, Federal e da Santa Casa. Era uma novela sem capitulo final e inconcebível ter um elefante branco que começou em 1992”.

O governador ressaltou que a unidade é estratégica porque atenderá também pacientes de outros municípios principalmente nas áreas de ortopedia e politraumatizados. Com isso, desafoga a demanda do centro cirúrgico da Santa Casa, pressionada por acidentes de trânsito.

O secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares pontuou que com o Hospital do Trauma funcionando a Santa Casa não lotará de urgências e emergências, possibilitando mais cirurgias eletivas, que hoje ficam comprometidas. Segundo ele, todas as inaugurações já serão pensando em equipamento e custeio para que haja condições de operacionalização das unidades.

“A estratégia é regionalizar a saúde”, disse Reinaldo, lembrando que o foco de seu primeiro ano de mandato foi diminuir as filas, com a Caravana da Saúde e agora é estruturar os pólos e dar condições à população para que seja atendida em sua região. Além do Hospital do Trauma, o Hospital Regional Rosa Pedrossian terá ampliação, além do apoio financeiro à obra do Hospital do Câncer. Para o interior, serão lançadas nos próximos dias licitação dos hospitais regionais de Dourados e Três Lagoas.

A estratégia também envolve organizações sociais que vão ajudar na gestão dos hospitais do interior do Estado. “Não é privatização, é a experiência do setor privado para melhorar a gestão pública”, justifica o governador.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions