A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/02/2014 15:08

Ocorrências de roubo em Campo Grande aumentam 48% em 2014

Bruno Chaves

Além de ser considerado o mês de janeiro mais violento dos últimos quatro anos, os primeiros dias do ano de 2014, na Capital, também ganham destaque pelo aumento de ocorrências de roubo, violência doméstica, incêndios criminosos e outros. Só os registros de roubo, por exemplo, cresceram 48% na comparação janeiro de 2014 e janeiro de 2013.

Do dia 1º de janeiro ao dia 7 de fevereiro de 2014, 457 ocorrências de roubo foram registradas na Capital contra 307 no mesmo período do ano passado. Na contramão, as ocorrências de furtos diminuíram: 1467 em 2013 e 1425 em 2014.

Outro crime registrado com maior frequência no início de 2014 foi o de violência doméstica. Nos 38 primeiros dias desse ano, 542 pessoas procuraram a Polícia Civil por terem sido vítima de violência doméstica contra 524 no mesmo período do ano anterior.

No detalhamento deste tipo de ocorrência, a ameaça aparece com mais frequência. Este ano, até hoje (7), 271 foram ameaçadas dentro do convívio familiar. No mesmo período do ano anterior foram 200.

Os registros de incêndio criminoso em Campo Grande cresceram 140% e ganham destaque nas ocorrências policiais. Em 2013, cinco pessoas procuraram a polícia para informar esse tipo de crime. Esse ano, o número de vítimas subiu para 12.

Homicídios dolosos e o janeiro mais violento dos últimos quatro anos – A quantidade de homicídios dolosos, quando há intenção de matar, também cresceu na Capital na comparação janeiro de 2014 e janeiro de 2013.

No ano anterior, nos primeiros 31 dias, oito pessoas foram assassinadas na cidade. Esse ano, no mesmo período, 14 foram mortas. O crescimento do índice é de 75%. Para o Estado, o aumento dos assassinatos se dá por causa dos homicídios passionais, que aumentaram esse ano.

As tentativas de homicídio também aumentaram de um ano para o outro. Do dia 1º de janeiro ao dia 7 de fevereiro de 2013, 16 pessoas foram atacadas por assassinos, mas sobreviveram ao agressor. Esse ano, as vítimas aumentaram para 18.

Os dados da reportagem foram fornecidos pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).



O campograndenews deveria fazer uma matéria sobre a situação das viaturas e pessoal das policias de nosso estado ai sim veremos que a segurança esta largada as traça, não se ve uma viatura a noite os bairros viraram terra de ninguém...
 
amanda keity em 07/02/2014 18:01:46
Tem um veiculo CROSS FOX preto na região do Tijuca com dois individuos muito bem vestidos, parando na casa das pessoas tocam campanhia e se ninguem atender eles quebram o cadeado ou arrombam o portão e roubam a casa preferem casas que tem antena digital, pois assim sabem que a televisão é digital esse é o foco dessa malandragem...então fiquem espertos se virem esse veiculo parado na frente da casa de alguem liguem 190 para averiguarem o que estão fazendo, quase fui vitima desses ladrões, não atendi a campanhia e eles acharam que minha casa estivesse sozinha e tem mais .... tenho cão de guarda e mesmo assim eles não tiveram receio de entrar..só foram embora por que gritei!
 
sandra lima em 07/02/2014 16:17:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions