ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Operação faz “encaminhamento compulsório” para zerar população de rua

As pessoas passarão por triagem, para serem encaminhadas a abrigos ou comunidade terapêutica

Por Anahi Zurutuza, Ângela Kempfer e Adriano Fernandes | 25/03/2020 21:06
Moradores de rua e usuários fazem fila para passar por exame clínico antes de encaminhamento (Foto: Adriano Fernandes)
Moradores de rua e usuários fazem fila para passar por exame clínico antes de encaminhamento (Foto: Adriano Fernandes)

Equipes da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), Sesau (Secretaria Municipal de Assistência Social), Guarda Municipal,  PM (Polícia Militar) e Polícia Civil estão na região central de Campo Grande para abordar moradores de rua e usuários de drogas e levá-los para abrigos. O objetivo nesta noite, depois que 113 pessoas foram levadas para alojamentos durante a quarta-feira (25), é zerar população de rua.

A ação é mais uma das estratégias para enfrentar a pandemia de coronavírus na Capital. As pessoas passarão por triagem, para serem encaminhadas a um dos abrigos, montados em 3 escolas municipais, para o Cetremi (Centro de Triagem do Migrante e População em Situação de Rua), no Jardim Veraneio, para o Centro Dia, situado no Vilas Boas, ou para uma comunidade terapêutica que trata dependentes químicos. A princípio, não há orientação para levar pessoas a hospitais.

Profissionais da força-tarefa recebem orientações sobre como proceder em abordagem (Foto: Ângela Kempfer)
Profissionais da força-tarefa recebem orientações sobre como proceder em abordagem (Foto: Ângela Kempfer)

“Algemem” - A ordem é não deixar ninguém passar, explicou policial militar que deu orientação a um grupo de profissionais. Caso alguém fique agressivo e ataque os integrantes das equipes, desta forma cometendo crime, será preso. “Verbalizem, mas algemem”, explicou o PM.

Ele orientou ainda que os profissionais expliquem que o “encaminhamento compulsório” é necessário para o bem da saúde delas e da pública, uma vez que se uma dessas pessoas pegar o novo vírus, “haverá contaminação em massa”. Veja no vídeo:



Cerco fechado - Por volta das 20h, havia dezenas de moradores de rua concentrados na Mato Grosso com a Calógeras, na região da Orla Ferroviária. A equipes fecharam o cerco nos pontos críticos da região central, como nas proximidades da Morada dos Baís e entorno da antiga rodoviária.

Durante a operação, agentes interditaram o trecho da Dom Aquino, entre Calógeras e Avenida Presidente Ernesto Geisel, e da Barão do Rio Branco. Algumas das abordagens se concentraram ao lado da Praça Aquidauana.

Às 21h, a aglomeração ainda era grande. Moradores de rua já abordados aguardam enfileirados até serem examinados na tenda improvisada ao lado de uma viatura da PM.

Estão mobilizados pelo menos 25 homens, 20 viaturas da PM e 3 ônibus. O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi chamado para garantir a segurança dos integrantes da força-tarefa. Veja mais imagens:



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário