ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Operação teve 50 moradores de rua abordados e pelo menos 2 presos

Os dependentes químicos foram encaminhados para tratamento, enquanto parte dos moradores foram para abrigos e o Cetremi

Por Adriano Fernandes | 25/03/2020 23:00
Triagem dos moradores de rua ao lado da antiga rodoviária. (Foto: Adriano Fernandes)
Triagem dos moradores de rua ao lado da antiga rodoviária. (Foto: Adriano Fernandes)

Pelo menos 50 moradores de rua foram abordados durante a operação das polícias militar, civil e secretarias da prefeitura, na noite desta quarta-feira (25) no Centro de Campo Grande. Durante a triagem, outros dois homens foram presos após discutirem com os policiais.

Em uma tenda improvisada montada ao lado do antigo centro comercial, eles foram examinados por um médico e passaram por entrevista. Os dependentes químicos foram encaminhados para tratamento, de forma voluntária ou obrigatória em unidades terapêuticas da Capital.

Alguns deles foram levados para os abrigos, montados em 3 escolas municipais, onde eles poderão passar a noite e se alimentar, mas saírem quando quiserem. Os agentes também encaminharam moradores ao Cetremi (Centro de Triagem do Migrante e População em Situação de Rua), no Jardim Veraneio.

Apesar do caráter compulsório da operação, cerca de 10 moradores foram liberados por policiais militares enquanto aguardavam pela triagem.

Abordagem aos usuários que estavam na Orla Ferroviária. (Foto: Adriano Fernandes)
Abordagem aos usuários que estavam na Orla Ferroviária. (Foto: Adriano Fernandes)

O número exato de pessoas que foram internadas ou encaminhados para as entidades assistências não foi divulgado.

A estimativa de moradores abordados é do coronel Claudemir de Melo Domingos Braz, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar.

A operação - Os moradores, em sua maioria usuários de drogas, foram surpreendidos ao longo da Orla Ferroviária, próximo à Morada dos Baías e no entorno da antiga rodoviária de Campo Grande.

A maior concentração ocorreu próximo a Praça Aquidauana. Após serem revistados, o grupo foi colocado em três ônibus e encaminhado para a tenda improvisada ao lado da antiga rodoviária.

Durante as revistas, funcionários da Solurb também colhiam o lixo, colchões e roupas, deixadas pelos moradores que perambulam pela região. Os trabalhos terminaram por volta das 21h40, sem grande tumulto.

Durante a operação, guardas municipais interditaram o trecho da Dom Aquino, entre Calógeras e Avenida Presidente Ernesto Geisel, e da Barão do Rio Branco.

A operação contou com o trabalho de equipes da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), Sesau (Secretaria Municipal de Assistência Social), Guarda Municipal, PM (Polícia Militar) e Polícia Civil. Estão mobilizados pelo menos 25 homens, 20 viaturas da PM e 3 ônibus.

O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi chamado para garantir a segurança dos integrantes da força-tarefa. A ação é mais uma das estratégias para enfrentar a pandemia de coronavírus na Capital.

Sentados na calçada, moradores de rua são observados por guardas civis municipais. (Foto: Divulgação)
Sentados na calçada, moradores de rua são observados por guardas civis municipais. (Foto: Divulgação)