A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/02/2012 11:01

Operário ferido em frigorífico havia trocado de emprego em busca de mais segurança

Fernando da Mata e Francisco Júnior

Luiz Henrique sofreu acidente de trabalho no JBS II, que fica na saída para Sidrolândia

Mãe de operário contando sobre a perna machucada do filho (Foto: Francisco Júnior)Mãe de operário contando sobre a perna machucada do filho (Foto: Francisco Júnior)

Com experiência de seis anos em frigoríficos, o operário Luiz Henrique Anunciação Ribeiro, 30 anos, vítima de acidente de trabalho no JBS II, resolveu trabalhar lá por causa da segurança.

Segundo a mãe do trabalhador, Isabel Anunciação Ribeiro, 56 anos, antes ele trabalhava em um frigorífico no município de Terenos. “Ele trocou de emprego porque achava lá muito perigoso e o JBS mais seguro”.

Acidente aconteceu na segunda-feira (13), no setor de produção do JBS II, localizado na saída para Sidrolândia. Na sequência, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Carne de Campo Grande chegou a divulgar que o funcionário havia tido as duas pernas amputadas, o que não aconteceu.

Internado na Santa Casa após o acidente, o operário teve a perna esquerda, a mais machucada, operada e deve passar por outro procedimento cirúrgico. A perna direita quebrou e foi engessada.

De acordo com a mãe, a equipe da ortopedia da Santa Casa descartou, por enquanto, a hipótese de amputação. Além disso, ela afirmou que o estado do filho é estável.

Outros acidentes - Luiz Henrique sofreu vários acidentes de trabalhos nesses seis anos que trabalha em frigoríficos. Segundo o irmão dele, Edmilson Anunciação Ribeiro, 32 anos, os últimos três, incluindo o que aconteceu no JBS, foram os mais graves.

Operário de frigorífico tem pernas aputadas após acidente de trabalho, diz sindicato
Um funcionário do frigorífico JBS II, na saída para Sidrolândia, teve as pernas amputadas após um acidente de trabalho, na tarde desta segunda-feira ...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


É LAMENTÁVEL NUM MOMENTO GRAVE COMO ESTE, VER ALGUÉM QUERENDO SE APROVEITAR PARA MENTIR DESCARADAMENTE SOBRE O SINDICATO, SR. WELLINGTON, CREIO QUE UM DOS MOTIVOS PARA O LUIZ VIR TRABALHAR EM CPO GDE, FOI JUSTAMENTE PELO ACORDO SALARIAL E DEMAIS BENEFÍCIOS CONSEGUIDOS PELO SINDICATO(STIC-CG) RECONHECIDO PELO COMPROMETIMENTO COM A CATEGORIA QUE REPRESENTA. O SR. DEVERIA SE ENVERGONHAR EM FAZER COMENTÁRIO TÃO DESCABIDO E INOPORTUNO.
 
Lilian Rodrigues em 15/02/2012 12:56:13
Este sindicato, o STICCG, não sabe o que fala e muito menos luta pelos direitos dos trabalhadores. Mal informados saem dando notícia de amputação de pernas, antes mesmo de laudos médicos e nunca conseguem um acordo salarial compensatório para os seus filiados.
 
Wellington Sampaio em 14/02/2012 11:17:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions