ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 25º

Capital

“Ordem do presídio”, diz ladrão de 17 anos que atirou em caminhoneiro

Adolescente foi apreendido na casa da avó; comparsa, de 16 anos, foi identificado e está sendo procurado pela polícia

Por Liniker Ribeiro e Geisy Garnes | 25/09/2020 18:00
Local onde caminhoneiro foi abordado por adolescentes e baleado durante roubo a caminhão (Foto: Paulo Francis)
Local onde caminhoneiro foi abordado por adolescentes e baleado durante roubo a caminhão (Foto: Paulo Francis)

Adolescente, de 17 anos, foi apreendido nesta sexta-feira (25) suspeito de participação no assalto que acabou com caminhoneiro ferido a tiros, na tarde de ontem (24). Ele e um comparsa, também menor de idade, seriam as duas pessoas que abordaram e roubaram veículo após falsa contratação da vítima para frete. O suspeito apreendido confessou o crime, assim como a autoria dos tiros que atingiram a vítima, de 39 anos.

Segundo a titular da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), Ariene Nazareth Murad de Souza, o menor foi apreendido na casa da avó, na Capital. Além de confessar o crime, o adolescente também entregou o revólver, calibre .32, usado no crime.

A polícia agora faz buscas pelo segundo adolescente, de 16 anos, já identificado. Em depoimento, o menor apreendido confessou ato infracional, porém afirmou não ser o mandante do crime. Segundo ele, a ordem para execução do roubo saiu de dentro de presídio da Capital. Ele também afirmou pertencer a facção criminosa PCC   (Primeiro Comando da Capital).

Pelo crime, o adolescente disse que receberia R$ 10 mil.

Ariene Nazareth Murad de Souza, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Foto: Paulo Francis)
Ariene Nazareth Murad de Souza, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Foto: Paulo Francis)

Como tudo aconteceu – Segundo contou o adolescente à polícia, após receber ordem para execução do roubo, foi até ponto combinado entre o mandante do crime e a vítima, no Bairro Universitário. Ao chegar no local, abordou o caminhoneiro e anunciou o assalto. Após reação da vítima, o suspeito afirmou ter atirado primeiro em uma das mãos do condutor.

O segundo tiro, de acordo com a delegada, teria sido disparado após a vítima sair correndo do local. “Ele afirmou que atirou sem saber se tinha atingido a vítima ou não”, conta Ariene.

Após os disparos, o adolescente fugiu levando o caminhão. O segundo envolvido não teria ido no veículo, sendo abandonado pelo comparsa no local. O veículo acabou sendo abandonado às margens da rodovia BR-163, próximo ao Jardim Itamaracá. O caminhão foi localizado por equipe da Polícia Militar.

Depois de deixar o veículo, o adolescente se dirigiu até a casa da avó. Com medo da familiar encontrar a arma usada no crime, o suspeito teria pedido para um vizinho guardar o objeto. O revólver foi encontrado na casa indicada pelo menor, dentro de um guarda-roupas.

Além da arma, o suspeito entregou a polícia a camiseta usada por ele no momento do assalto. Ele ainda confessou ter roubado R$ 70 de dentro da carteira da vítima, antes de abandonar o veículo. O celular do adolescente foi apreendido e encaminhado para perícia. Segundo ele, ao avistar a movimentação de veículos em frente a casa da avó, no momento da chegada da polícia, mensagens que supostamente o ligariam ao mandante do crime foram apagadas.

O adolescente apreendido possui passagens por furto e receptação. Agora, responderá por ato infracional análogo a latrocínio na forma tentada, roubo majorado pelo concurso de pessoas e pelo uso majorado de arma de arma de fogo. O caso deve ser encaminhado à Defurv, que irá apurar o mandante do crime.

Caminhão foi encontrado às margens da rodovia BR-163, na região do Jardim Itamaracá (Foto: Reprodução)
Caminhão foi encontrado às margens da rodovia BR-163, na região do Jardim Itamaracá (Foto: Reprodução)

Vítima – O dono do caminhão roubado pela dupla ainda não foi ouvido. Ferido a tiros, ele chegou a ser levado para Upa (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário, mas devido aos ferimentos foi transferido para a Santa Casa da Capital.

Conforme assessoria de imprensa do hospital, o estado de saúde do caminhoneiro é considerado estável. Ele segue sendo acompanhado pela equipe de ortopedia e não há previsão do paciente passar por procedimento cirúrgico para retirada de bala alojada na região do tórax.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário