A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

29/08/2011 16:01

Ossada é encontrada em terreno próximo ao anel rodoviário

Paula Maciulevicius

Polícia ainda não tem pistas que levem à identificação da ossada, encontrada no mesmo local em que jovem foi espancado e morto em maio

Ossada encontrada hoje estava na região do aterro, local em que já foram feitas buscas pelo corpo de jovem. (Foto: João Garrigó/ Arquivo)Ossada encontrada hoje estava na região do aterro, local em que já foram feitas buscas pelo corpo de jovem. (Foto: João Garrigó/ Arquivo)

Uma ossada foi encontrada no final da manhã desta segunda-feira em um terreno na rua Atlanta, próximo ao anel rodoviário, saída para Três Lagoas. A Polícia foi acionada por uma pessoa que passava pelo local e se deparou com um crânio.

A Perícia da Polícia Civil esteve no terreno e acredita que a ossada seja de um adulto e possa estar no local há aproximadamente quatro meses.

Os ossos estavam espalhados e podem ter ficado mais visíveis depois que o terreno foi limpo.

Segundo o delegado Márcio Custódio, que acompanhou o caso, não há sinais de violência no crânio e apenas exames necroscópicos do IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) podem comprovar as causas e a provável data da morte, assim como o sexo.

Junto aos ossos foi encontrado também um pedaço de roupa desgastado na cor azul.

O delegado afirmou que vai aguardar o resultado dos exames para então checar na Delegacia de Homicídios algum caso pendente ou ainda de desaparecidos.

De acordo com o delegado por enquanto não há como afirmar de quem é a ossada.

A Polícia já fez buscas na mesma região, pelo corpo do jovem Aristides Cavallheiro Lopes, 19 anos, espancado e morto no dia 12 de maio deste ano, no Jardim Noroeste.

O jovem era usuário de drogas e já havia feito alguns roubos. De acordo com a Polícia Civil, Aristides foi espancado durante uma hora, depois morto esganado e o corpo colocado em um saco de lixo e jogado no lixão localizado no mesmo bairro.

Oito pessoas já prestaram depoimento à Justiça sobre o caso. Conforme denúncia do MPE (Ministério Público Estadual) estão envolvidos no crime nove adultos e um adolescente, o qual está apreendido.

Estão presos Wagner Albuquerque de Oliveira, 25 anos, Milton Bogado, 49 anos, e Wesley Mendes Bogado, 19 anos. Já Gilberto Ferreira Carlos de Souza e Anderson Luciano de Souza Moraes, 36 anos, estão foragidos. O advogado deste último disse à Justiça que seu cliente pretende se apresentar. Gilberto é apontado como executor da morte.

Outros réus pelo crime: Tatiane Andrade da Silva, Marcelo Carlos de Souza e Reginaldo de Almeida Marcelino da Cruz, respondem ao processo em liberdade. Reginaldo pode ter a acusação suspensa caso o MPE concorde com a proposta da defesa e ele aceite condições impostas pela Justiça.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions