A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/06/2013 16:29

Paciente em coma induzido aguarda vaga na Santa Casa para fazer cirurgia

Jéssica Benitez

A dona de casa, Eva Collante Fernandes, 56 anos, varria a calçada de sua residência quando foi surpreendida por um AVC (Acidente Vascular Cerebral) na última quinta-feira. A vítima foi encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Guaicurus. Diante da gravidade do problema, decidiram levá-la ao Hospital Regional Rosa Pedrossian, porém, deveria estar na Santa Casa onde não tem vaga para recebê-la.

Segundo familiares de Eva, a direção do Regional quer transferi-la por conta de um procedimento cirúrgico que a dona de casa tem que passar. Ela foi liberada ontem, mas ainda permanece no corredor do hospital porque não há vaga na Santa Casa. A paciente não tem plano de saúde, a não ser o SUS (Sistema Único de Saúde) e por isso não pode ser levada a uma unidade particular.

“Ela vai morrer se não for atendida logo”, disse a cunhada de Eva, Dilza Fernandes. No momento ela está em como induzido e permanece aguardando transferência. “Ela estava bem, de repente começou a passar mal. Caiu na calçada, teve convulsão, se sujou toda de barro. Uma tristeza só”, relatou a cunhada.

A reportagem do Campo Grande News tentou contato com o Regional, mas não obteve sucesso. Já a assessoria de imprensa da Santa Casa, não soube informar se a falta de vagas procede e alegou que, caso seja verdade, o hospital está de mãos atadas para resolver a situação, pois cabe a Central Reguladora de Vagas do Estado mediar este tipo de caso.



Porque esse paciente não tem os mesmos direitos que o tal índio que foi ate de avião para Brasilia para fazer o tratamento em um hospital de referencia PORQUE????????
 
CLEBER Lima em 22/06/2013 17:35:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions