A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/09/2015 13:11

Pais, alunos e professores vivem incertezas sobre ano letivo de 2015

Thiago de Souza
Pais de alunos não sabem sobre o calendário de reposição das aulas. (Foto: Gerson Valber)Pais de alunos não sabem sobre o calendário de reposição das aulas. (Foto: Gerson Valber)
Carlos Eduardo teme que o nono ano comece atrasado em 2016. (Foto: Gerson Valber)Carlos Eduardo teme que o nono ano comece atrasado em 2016. (Foto: Gerson Valber)

Pais, professores e alunos de escolas municipais que tiveram greve neste ano “fazem as contas” para saber se o ano letivo vai avançar 2015 e prejudicar o conteúdo dos alunos no ano seguinte. A ausência de um secretário de educação, que ainda não foi escolhido pelo prefeito Alcides Bernal (PP), intensifica o problema. Cada escola segue um cronograma diferente, com aulas no quinto tempo e/ou aulas aos sábados.

O pedreiro Carlito Pereira, 32, relatou que a filha está saindo uma hora mais tarde, todos os dias e ainda repõe aula aos sábados, na Escola Elpídio Reis, na Mata do Jacinto. Ele acha positivo repor as aulas, mesmo aos sábados. “Acho que essa reposição vai ajudar milha filha, pois ela está em alfabetização”, contou o pai.

A indefinição do calendário faz com que o aviso de aulas aos sábados ou qualquer alteração sejam feitas por meio de bilhetes entregues aos pais.


Na contra-mão da Elpidio Reis, a Escola Consulesa Margarida Maksoud trad não vai ter aula no feriado de 7 de setembro.

A professora Lucia Rebec, 49, estava em uma reunião pedagógica, que já estava prevista no calendário anual, disse que a reposição ocorre do pré ao nono ano. Afirmou também que não vai haver mais o quinto tempo nos dias de semana, somente as aulas no sábado. Isso está sendo avisado por meio de bilhetes.

O aluno Carlos Eduardo Roque da Conceição, 14, é aluno do oitavo ano da Escola Municipal Vanderlei Rosa, e afirma que há três semanas tem aulas aos sábados. O estudante acha que é possível recuperar o conteúdo perdido, mas acha que o ano letivo vai avançar para 2016. Se isso acontecer, segundo o aluno, o início do nono ano deve atrasar bastante.

As professoras dizem que não sabem nada sobre o novo secretário e que a nomeação deve ocorrer até a sexta-feira (11). 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions