A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/08/2011 19:04

Para comemorar dia, garçons trocam atendimento ao cliente por corrida de bandeja

Paula Maciulevicius

Tradicional corrida teve vencedor com tempo de 23 segundos

Corrida de bandeja teve 60 competidores disputando prêmio de R$ 300. (Foto: João Garrigó)Corrida de bandeja teve 60 competidores disputando prêmio de R$ 300. (Foto: João Garrigó)

A tradicional corrida de bandeja em comemoração ao dia do garçom reuniu 60 competidores, quatro deles, mulheres, na tarde de hoje, na chácara Bonança, no bairro Taveirópolis. A troca do atendimento ao cliente pela brincadeira vem desde a década de 80 e mostra a habilidade de quem serve a mesa todos os dias.

Antes de saber o resultado final da apuração, o garçom há 7 anos, Antônio Pereira da Silva, de 29 anos, mais conhecido como Corumbá já comemorava. “Estou liderando com 23 segundos”, diz. Para o presidente do sindicato dos garçons, ele grita de longe “Eu sou o artilheiro da corrida, eu que vou vencer”.

Se dependesse só da torcida da esposa, o prêmio para o primeiro lugar, de R$ 300 já era do Corumbá. “Ele não deixa cair não, é bom no que faz”, elogia a companheira de longe.

Corumbá acabou vencendo e levou pra casa, além do dinheiro, o troféu de primeiro lugar. Pelo tempo de trabalho, ele já sabe dizer onde não pode errar. “É atendendo bem, sendo gentil, assim você conquista o cliente”, fala. E mesmo se a clientela não for das mais agradáveis, o garçom sempre tem uma carta na manga. “Precisa continuar sendo gentil, educado, até ele ficar sem graça, aí resolve”, conta.

Na tarde de hoje, a bandeja deixou de ser instrumento de trabalho e virou prova em competição. Os participantes precisaram percorrer aproximadamente 70 metros com latas e copos e sem derrubar.

“É bem mais difícil do que o dia-a-dia, a velocidade não pode ser exagerada porque se não está desclassificado. Agora se cai da bandeja no trabalho, é só erguer de volta, no máximo pede desculpas e pronto”, relata Itan Celestino, de 40 anos, garçom há duas décadas.

Garçom há 20 anos e participante da corrida, Itan aproveita para trocar clientela pela família. (Foto: João Garrigó)Garçom há 20 anos e participante da corrida, Itan aproveita para trocar clientela pela família. (Foto: João Garrigó)

No dia de folga, quem parece aproveitar mais o tempo livre do garçom é a esposa e os filhos. Luciana Souza, de 26 anos e os filhos de 1 ano e outro de 8 meses, passaram o dia todo grudados no homem da casa. “Quase não dá tempo de almoçar junto, é muito bom ficar assim”, diz a mulher.

Com tantos anos de profissão, item característico de quem trabalha como garçom, atender clientes, anotar pedidos e trazer pratos, já é feito com o pé nas costas. Uma das únicas representantes femininas na corrida, Josiane dos Santos, 36 anos, garçonete há 14, admite que participa mais é por provocação.

“É só para incomodar um pouquinho, dar nojo para eles. Eu chego, os homens já falam esse ano você não vai correr não”, brinca a garçonete chefe de outros 15 homens.

Josiane participa da corrida há quatro anos e traz para dentro da brincadeira a tarefa exercida diariamente. “Você impõe respeito e tem as técnicas também”, completa.

Uma delas, a garçonete revela, atender cliente com muita atenção. “Tudo que pede você fala sim senhor, fica em cima, aí já conquista”. A dica cabe também para lidar com clientes não muito fáceis. “Você desarma desse jeito, pela atenção”, acrescenta.

Na corrida, Josiane não levou a melhor dessa vez, mas deixa o incentivo para as outras mulheres. “Elas precisam participar, mostrar que sabem”, responde.

O presidente do sindicato, Hélio Amancio conta que a confraternização juntou pelo menos 1,3 mil pessoas. A explicação para tanta gente vem da folga. Mesmo em plena segunda-feira, para quem tem o trabalho intensificado nos finais de semana, o dia parece ser feriado.

“A maioria da categoria folga hoje, ou pelo menos só trabalha a noite, então dá para estar junto da família e num momento de lazer, é assim que queremos comemorar”, finaliza.

Neste ano os vencedores foram Antônio Pereira da Silva na primeira colocação, Wellington de Paula, Marcelo da Silva e Osmar Rodrigues Arantes empatados com 25 segundos. Os “segundos lugares” levaram para casa troféu e prêmio de R$ 150.



parabens pelo o dia dos garçon, sem eles nos não tenhamos esses maravilhoso atendimento gentil. Parabennnnnnnnnnnnnnnnnn!!!,
 
maria inacia da rocha em 09/08/2011 10:15:08
PARABENS AOS GARÇONS, PARABENS AO SINDICATO ANO QUE VEM TEM MAIS!!
 
CARLOS DAMASCENO em 08/08/2011 09:53:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions