ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Para evitar mais mortes na BR-163, população será ouvida na Câmara Municipal

Audiência pública marcada para a próxima segunda-feira quer saber se há necessidade de anel rodoviário

Gabriela Couto | 10/03/2023 18:55
BR-163 passa por vários bairros da Capital, incluindo a região do Tiradentes, próximo ao Condomínio Damha. (Foto: Marcos Maluf)
BR-163 passa por vários bairros da Capital, incluindo a região do Tiradentes, próximo ao Condomínio Damha. (Foto: Marcos Maluf)

A Câmara Municipal realiza na próxima segunda-feira (13), às 14h, a audiência pública para discutir se é necessário um novo anel rodoviário na BR-163. O evento promovido pela Comissão Permanente de Mobilidade Urbana é aberto à população. Os interessados podem participar presencialmente, no Plenário Oliva Enciso ou acompanhar pelos canais oficiais da Casa de Leis.

De acordo com o presidente da comissão, vereador Professor André Luis (Rede), o encontro foi convocado após uma orientação do MPE (Ministério Público Estadual) para que a população fosse ouvida, antes da audiência pública na sede da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestres), marcada para o dia 22 de março, em Brasília (DF).

“Queremos pedir para que as pessoas e presidentes dos bairros que estão ao entorno da rodovia participem. Precisamos saber se querem a duplicação ou a mudança da rota, um novo anel viário na Capital”, justificou André.

A audiência servirá para instrumentalizar o MPE com sugestões de alterações no projeto da concessão da BR-163. Segundo o parlamentar, até o momento não chegou nenhuma demanda sobre o tema para a comissão. “Estamos antecipando o problema”, ponderou.

Para o vice-presidente da comissão, Marcos Tabosa (PDT), o local é ponto de acidentes e tragédias. “Tinha que fazer um viaduto ou colocar semáforos. O pessoal não respeita o atual anel viário que está causando centenas de mortes”, sugeriu.

Rota do Pantanal – A audiência pública serve para colher contribuições da sociedade às minutas de Edital e Contrato, ao PER (Programa de Exploração da Rodovia) e aos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental, que visa a concessão do lote rodoviário composto pela rodovia BR-163/MS, do entroncamento com a BR-262/MS (Campo Grande) até a divisa do estado de Mato Grosso do Sul e o estado de Mato Grosso (fim da Ponte Rio Correntes). A tarifa básica de pedágio de pista simples está dimensionada no valor inicial de R$ 14,20 a cada 100 km aproximadamente.

O trecho foi denominado de Rota do Pantanal e tem extensão total de 379,60 km. Estão previstas melhorias, tais como a duplicação de 67 km, 84 km de faixas adicionais, 2,5 km de vias marginais, implantação de travessias urbanas, e diversos dispositivos de segurança apresentados no PER. Além disso, buscando ampliar a capacidade do sistema rodoviário com segurança e proporcionando melhor trafegabilidade ao usuário do trecho, o projeto prevê passagens de fauna, pontos de ônibus e melhorias como acessos, passarelas e a duplicação do trecho.

Nos siga no Google Notícias