ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Depois de 5 dias sem vacina, campo-grandense chega 7 horas antes da retomada

Imunização contra covid-19 na capital foi interrompida no último sábado (12) por falta de doses

Por Jhefferson Gamarra e Ana Paula Chuva | 18/06/2021 13:37
Fila formada no posto de vacinação montado no Ginásio Gunandizão (Foto: Marcos Maluf)
Fila formada no posto de vacinação montado no Ginásio Gunandizão (Foto: Marcos Maluf)

Após 5 dias sem vacinação contra a covid-19, a prefeitura de Campo Grande anunciou a retomada da imunização nesta sexta-feira (18). A novidade desta vez foi a abertura do calendário de vacinação para pessoas sem comorbidades acima de 49 anos.

A possibilidade de se imunizar gerou muita expectativa entre os públicos pertencentes ao calendário de imunização municipal. Mesmo com o início previsto apenas para as 14h, algumas pessoas preferiram fazer campana nos locais vacinação para garantir os primeiros lugares na fila.

Apesar da fila de carros, movimentação no Albano Franco é tranquila (Foto: Marcos Maluf)
Apesar da fila de carros, movimentação no Albano Franco é tranquila (Foto: Marcos Maluf)

Animado com continuidade da vacinação, o representante comercial João Gilberto, 49 anos, chegou as 7h da manhã no posto de vacinação instalado no centro de convenções Albano Franco e garantiu o primeiro lugar na fila do drive-thru. “Não tem outro jeito é só a vacina que salva, estou super ansioso, cheguei cedo para não enfrentar fila e não correr o risco de ficar sem”, resumiu.

Às 9h, a engenheira de alimentos, que preferiu não se identificar, já estava aguardando a abertura dos portões na Avenida Mato Grosso. “Ficamos preocupando e com muita ansiedade por conta dessa demora, acompanhei as notícias pra saber quanto ia voltar, assim que soube vim correndo para tomar”.

Ozenilda de Fatima levou até uma cadeira para aguardar a abertura dos portões no Guanandizão (Foto: Marcos Maluf)
Ozenilda de Fatima levou até uma cadeira para aguardar a abertura dos portões no Guanandizão (Foto: Marcos Maluf)

No polo de vacinação montado no Guanandizão a situação não foi diferente, apesar do movimento tranquilo os primeiros da fila também chegaram muito tempo antes da abertura oficial dos portões.

“Tentei vacinar antes, mas faltavam dois dias para eu completar 50 anos e não deixaram vacinar, aí fiquei sem. Agora vim cedinho, cheguei aqui era umas 10 horas da manhã, não podemos correr o risco de ficar sem”, comentou Ozenilda de Fatima Garcia.

Francisley Pereira do Santos, 62 anos, precisou adiar a segunda dose da vacina após contrair o coronavírus (Foto: Marcos Maluf)
Francisley Pereira do Santos, 62 anos, precisou adiar a segunda dose da vacina após contrair o coronavírus (Foto: Marcos Maluf)

No mesmo local e ainda mais ansiosa que os demais, Francisley Pereira do Santos, 62 anos, estava em busca da 2ª dosa da Coronavac, que precisou ser adiada, porque logo após tomar a 1ª dose foi acometida pelo coronavírus e precisou aguardar um período de 30 dias para receber o reforço.

“Tomei a primeira dose em abril, mas infelizmente peguei essa doença e tive que aguardar trinta dias após me recuperar para poder tomar a segunda dose. Estava marcada para o dia 14 mas como não tinha vacina precisei aguardar mais. Estava na expectativa e fiquei com mais medo depois que tive covid, espero conseguir vacinar hoje”, disse.

Confira abaixo os horários e locais de vacinação contra a covid-19 desta sexta-feira (18):

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Interrupção - A Capital estava sem vacinação contra covid-19 desde o último sábado (12), devido ao atraso do Ministério da Saúde no envio de novas doses das vacinas. Depois de quase uma semana de espera, um lote com 32.760 doses do imunizante produzido pela Pfizer, desembarcou no Aeroporto Internacional da Capital, na noite de ontem. Na manhã de hoje um novo lote com 37.400 da Coronavac chegou ao Estado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário