A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

05/09/2017 22:15

Parceria prevê que presos trabalhem na conservação de cemitérios

Guilherme Henri
Diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves. (Divulgação/Agepen)Diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves. (Divulgação/Agepen)

Detentos do regime semiaberto irão trabalhar na conservação de cemitérios públicos de Campo Grande. A assinatura do termo de cooperação foi discutida durante reunião, nesta terça-feira (5) e de acordo com a legislação, presos terão direito ainda a redução de um dia de pena, a cada três dias trabalhados. Inicialmente, o projeto deve começar com 40 homens do semiaberto.

Os internos que participarem do projeto ainda terão direito a receber pelo menos 3/4 de um salário mínimo, mais 1/4 de salário mínimo em alimentação.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração Penitenciária), este tipo de parceria já foi feita com dez prefeituras no estado e tem trazido benefícios a todos. “Já temos esse convênio com 10 municípios e tínhamos anteriormente com a Prefeitura de Campo Grande. Estamos retomando o que é muito importante, pois desta forma ressocializamos e inserimos na sociedade a mão de obra do preso. Com isso, ele tem uma qualificação, uma maneira de sustentar sua família e voltar à integridade da sociedade”, destacou.

Presidente da Comissão de Segurança Pública, delegado Wellington salientou a importância de se dar oportunidade aos presos. “Os presos nesta fase de semiaberto, necessariamente, precisam de emprego para remir a sua pena. A cada três dias trabalhado é diminuído um dia de pena. Mas, o mais importante é a dignidade que está dando a ele, a oportunidade de um trabalho honesto, onde pode ver um horizonte longe da criminalidade”, disse.

Presidente da Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação Final, o vereador Otávio Trad (PTB), comentou que uma alternativa ao problema está sendo busca desde o começo do ano. Ele foi o responsável pela convocação de audiência pública sobre o tema. “Tanto eu, quanto o delegado Wellington, estamos desde o início do ano tentando resolver essa questão da manutenção e segurança dos cemitérios. Conseguimos uma evolução na questão da segurança, mas a manutenção ainda está muito aquém do ideal. Então, tivemos essa ideia, por meio de outros termos de a, por meio de outros termos de cooperação com os presos, e tenho a certeza que vai ganhar todo mundo", afirmou.

“A prefeitura quer entregar à população os cemitérios totalmente revitalizados e prontos para as pessoas fazerem suas homenagens. Com a assinatura deste termo temos a certeza que no Dia dos Finados todos terão a tranquilidade para visitar seus entes queridos”, afirmou o prefeito.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions