A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

08/04/2012 16:52

“Peço oração para os meus três filhos”, diz mãe durante enterro

Paula Vitorino

Irmãos assassinados pelo irmão adotivo foram enterrados nesta tarde

Irmãos foram enterrados nesta tarde, nas Moreninhas. (Foto: Paula Vitorino)Irmãos foram enterrados nesta tarde, nas Moreninhas. (Foto: Paula Vitorino)

Na despedida dos dois filhos assassinados pelo irmão adotivo, a mãe, Sônia Vilar, muito emocionada, disse não guardar raiva de ninguém e só pede orações, pelos três.

“Só peço que orem pelos meus filhos, os que estão no céu e o outro. É só o que resta agora”. Ela afirmou que não existe explicação para o que aconteceu e que, acima de tudo, continua sendo mãe, sendo assim, perdoa o filho que cometeu o assassinato dos irmãos.

“Ele é meu filho também. Não guardo raiva, continuo amando como mãe do mesmo jeito que sempre amei. Não tem explicação para o que aconteceu, ele era um menino normal, nunca se envolveu com drogas, sempre o acompanhávamos de perto”, frisa.

Os corpos de Rodrigo dos Santos Vilar, de 20 anos, e Walquiria dos Santos Vilar, de 22 anos, foram enterrados às 14h deste Domingo de Páscoa (8), no cemitério Nacional Parque, no bairro Moreninhas.

Os dois foram assassinados no sábado (7) pelo irmão adotivo de 16 anos, que se entregou à Polícia poucas horas depois e foi encaminhado a uma Unei (Unidade de Educacional de Internação).

A cerimônia de sepultamento também foi marcada pela comoção dos moradores do bairro. Por onde o cortejo passava no caminho até o cemitério, os moradores comentavam sobre a tragédia e lamentavam.

Dezenas de veículos e um ônibus com moradores da região participaram do cortejo. Antes do enterro, amigos, vizinhos rezaram e cantaram.

A moradora Helena Maria da Silva, de 60 anos, conta que todo o bairro acabou se unido por conta da tragédia. “A gente mora tudo perto, vimos as crianças crescerem”, diz.

Ela relata que a maneira como os irmãos morreram é o mais triste e também não sabe explicar o que pode ter acontecido. “Quando é um acidente, é um acidente, mas isso não tem como justificar”, afirma.

As vizinhas Edilene da Silva, de 47 anos, e Dayane Suipene, de 25 anos, contam que todos os moradores ficaram revoltados ao saber que o irmão matou os outros dois.

“A gente viu ele sendo criado com todo o amor, desde pequeno. É algo que revolta”, destaca.

Família - Os dois jovens foram encontrados mortos pelo pai, o policial aposentado Paulo Vilar, de 51 anos, logo após deixar a esposa no trabalho.

A chefe de Sônia há vários anos, Aurea Coelho Machado, de 69 anos, conta que ela estava atendendo uma cliente quando recebeu a notícia do marido e precisou ir embora amparada por uma outra cliente.

“Ela ia sair mais cedo nesse dia para comprar os ovos de páscoa para os filhos. Contou que tinha saído de casa, dado um beijo no filho mais novo e dito que ia voltar com os ovos. Os outros ainda estavam dormindo”, conta.

Aurea diz que Sônia era uma excelente mãe e sempre fazia de tudo pelos filhos. A ex-colega de trabalho de Paulo, a investigadora Maria de Campos, também lembra que os pais eram muito dedicados aos filhos.

“O Paulo está aposentado há pouco tempo e era muito dedicado a toda a família. Lembro de quando decidiram adotar o menino, sempre cuidando de todos os filhos”, diz.

A família adotou o adolescente de 16 anos logo depois que ele nasceu. Na mesma época, os pais perderam um filho, que tinha 7 anos após atropelamento no bairro das Moreninhas.



Nossa que tragédia, muito triste, que DEUS conforte o coração dos Pais, DEUS ilumina esse adolescente. mesmo que seja filho do coração, mas é filho, e o amor é igual aos dos outros.
 
BERENICE GONZALES em 10/04/2012 03:41:40
Vejo aqui vários comentários em sentido favorável à redução da maioriade penal para 16 anos. Ouso, contudo, em discordar, uma vez que não vai ser reduzindo essa tal idade que iremos acabar com todos os problemas de crimes cometidos por jovem. Será que uma pessoa de 15 anos tbm nõ teria plena consciência de saber o que é certo ou errado? Vejam que a discussão vai longe!
 
Haroldo Padovani em 09/04/2012 12:33:56
4° A tarefa era eliminar os irmãos( se quisesse matar os pais mataria sem problemas). 5° A ideia é que o amor dos pais se concentre nele, atenção apenas nele, e o discursso de arrependimento "faz parte do plano assim como esperar os pais sairem e matar os irmaos dormindo". 6° Ele quer isso. fez aquilo...e se quiser algo no futuro ..fará algo no futuro sem dó,sem piedade, Assim como feznos irmãos
 
Felipe Credeal em 09/04/2012 12:04:34
Não tem nem o que falar realmente!!!!!!tem uma musica do SERGIO REIS que é uma letra sensacional, na letra fala que ele tinha sete filhos e que somente o ultimo que era adotivo estendeo a mão a seu velho PAI é de se emocionar, a oportunidade vem para alguns ter familias, vc da carinho, ensina, trata como filho mesmo, e não espera-se que JAMAIS acontessa isso. É realmente muito triste.
 
jose carlos em 09/04/2012 08:57:44
Que Deus de o conforto no coração dessa mãe e de toda a familia!!! É muito triste isso...
 
daiani cordeiro em 09/04/2012 08:52:03
tenho dois filhos homens, sempre tive vontade de adotar uma menina, mas minha esposa sempre se posiciona contra, segundo ela a gente nunca sabe a "Indole" dessa cirança a ser adotada, e infelismente tenho que concordar com ela, a prova esta ai, se fosse uma criança, mas ja e grande o bastante para saber o que e certo e o que e errado. ele devia e voltar de onde veio, meus pesames.
 
Antonio Garcia em 09/04/2012 08:31:00
lamento muito !!!para a familia é muito triste é uma dor que ninguem imagina !!!deus vai apara los!!!
 
audete giaretta em 09/04/2012 07:42:14
Nesse caso não é a mudança de Lei que vai resolver, há um mistério nisso, o filho foi acidentado aos 7 anos, adoto -se outro para preencher o vazio e o meso mata os demais anos depois. Tem explicação lógica? Parece final dos tempos ou maldição na família. Só Deus tem a resposta.
 
Luiz Alves Pereira em 09/04/2012 07:24:31
tenho 48 anos e sempre achei que quem quizer adotar uma criança tem que conhecer o passado dos pais, pois os filhos em torno de 99% herdam o que os pais tem de mal, principalmente o que nao presta. mesmo que as familias adotem sempre eles vao se sentir rejeitado pela primeira mae e pai e sempre vao achar que os pais que estao criando sempre vao ter alguma coisa haver com o nascimento deles,
 
neusa abreu em 09/04/2012 01:48:01
Marioridade Penal dos 18 para 16? será que um jovem de 18 anos que furtou algo deve ter a mesma punição de outro que tirou a vida de alguém? o que deve ser revisto e ter mais rigor é contra os crimes contra a vida...
Agora o que muito me preocupa são as palavras Filho Adotivo, porque passa a idéia de que o fato de ser adotivo é perigoso, quando na verdade vemos pais matando filhos, e vice versa..
 
Ana Silva em 08/04/2012 11:24:58
Que Deus de o alívio da dor, e a paz necessária que essa família precisa.
 
Paulinho Barbosa em 08/04/2012 08:43:56
Infelizmente a "LEI" em nosso país é falha. O Estado deve rever a antecipação da Maioridade Penal dos 18 anos para os 16 anos, pois um jovem deliquente aos 16 anos já é absolutamente capaz de compreender a ilicitude de um crime. Outro problema é a precária situação dos Sistemas Prisionais Brasileiros, que são dominados pelo Crime Organizado e contribuem para a não ressocialização desse infrator.
 
Pedro Jr. em 08/04/2012 08:32:47
Sem palavras
 
rubens nunes em 08/04/2012 06:22:12
Meu Deus q tragedia,q tristeza chorei ao ler a noticia na nossa familia tbm têm uma criança adotiva,q Deus lhe dê conforto a essa mae..
 
MIRTA DORALICE MENDONÇA em 08/04/2012 05:25:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions