A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

25/01/2019 07:42

Pedreiro atrai irmãs de 6 e 7 anos com moeda de R$ 1 e é preso por estupro

Suspeito também aliciou um menino que a mãe não soube informar a data de nascimento

Danielle Valentim
Suspeito que também trabalha como carpinteiro foi levado à Deam. (Foto: Divulgação/PM)Suspeito que também trabalha como carpinteiro foi levado à Deam. (Foto: Divulgação/PM)

Um pedreiro de 59 anos foi preso na noite desta quinta-feira (24) suspeito de estupro de vulnerável, no Bairro Jardim Aero Rancho, em Campo Grande. Com uma moeda de R$ 1, ele atraiu duas irmãs de 6 e 7 anos e um menino, que a mãe não soube informar a data de nascimento, até sua casa.

Conforme o boletim de ocorrência, a mãe das meninas, de 32 anos, que não terá o nome divulgado para proteger as vítimas, saiu de casa para procurar trabalho e deixou as filhas sozinhas. Quando chegou a residência foi informada pelos vizinhos de que o suspeito havia levado as meninas e um menino para a casa dele.

Questionadas pela mãe, a menina de 6 anos contou que brincava com a irmã e outro menino no campo em frente a sua casa, quando o suspeito apareceu e ofereceu R$ 1, caso os três fossem até sua casa.

Na casa, conforme relato das crianças, o suspeito beijou a bochecha da menina de 6 anos e agarrou a 7 anos para beijar sua boca. Toda a ação em frente ao menino, que a mãe de 34 anos não soube dizer a idade.

Após os fatos, o trio pegou a moeda de R$ 1 e foi até a um mercado do bairro, onde compraram uma bolacha. Um funcionário do estabelecimento confirma que as crianças compraram o alimento por volta das 15h.

O suspeito foi encontrado em uma casa abandonada na Rua Querina, em visível estado de embriaguez, com lesões nos braços, costela, costas e barriga. Segundo ele, populares invadiram sua casa, quebraram tudo e o espancaram. Ele conseguiu fugir para uma obra, onde dois pedreiros são testemunhas.

Situação de abandono e vulnerabilidade – Ao ser informada de que teria de ir até a delegacia, a mãe disse a PM que iria desistir de registrar o boletim de ocorrência, pois não teria como voltar da delegacia. Já a mãe do menino, que presenciou os fatos e também foi atraído para a casa do suspeito, não soube informar a data de nascimento do filho.

Diante da situação de abandono das três crianças, o Conselho Tutelar foi acionado para verificar a situação. O suspeito foi levado à Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher), mas o caso será investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Homem de 30 anos morre em hospital após ser espancado no centro
Anderson Gomes Martins, 30 anos, morreu ontem (24) na Santa Casa depois de ser espancado na região da antiga rodoviária, no centro de Campo Grande. O...
Dentistas são condenados a indenizar paciente em R$ 20 mil por negligência
Pai e filho, dentistas em Campo Grande, foram condenados pela 11ª Vara Cível a indenizar uma paciente em mais de R$ 20 mil por negligência em um impl...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions