ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Perto das mil mortes por covid, HR tem oito doentes em leitos improvisados

Hospital é referência no tratamento da doença e hoje transferiu seis para o Hospital do Pênfigo

Por Marta Ferreira | 12/03/2021 17:57
Paramentada para lidar com pacientes infectados pelo coronavírus, equipe faz atendimento em leito de UTI. (Foto: Divulgação)
Paramentada para lidar com pacientes infectados pelo coronavírus, equipe faz atendimento em leito de UTI. (Foto: Divulgação)

Prestes a atingir a marca de mil óbitos de pacientes da covid-19, o HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), no Jardim Aero Rancho, em Campo Grande, a cada dia registra números que assinalam a gravidade da situação. Nesta sexta-feira (12), mesmo transferindo seis doentes para outra unidade hospitalar, o estabelecimento tinha oito pessoas infectadas pelo novo coronavírus em situação considerada crítica, mas mantidas em leitos improvisados, por falta de vaga na terapia intensiva.

E os pedidos de transferência para a unidade, referência ao tratamento da doença não param. Segundo a diretora-geral, Rosana Leite, há solicitações inclusive de planos de saúde privados, já sem capacidade para alocar seus segurados em leitos de UTI.

Hoje, seis pessos foram levadas para o Hospital do Pênfigo, onde a prefeitura contratou 10 leitos, e estavam previstas outras 4 transferências.

O dado mais recente sobre internações no HR mostrava 124 pacientes internados com a doença em leitos para quem está com o quadro mais grave.

Muita gente – Os dados do hospital indicam que, desde que começou a emergência sanitária, foram mais de 4,4 mil pessoas tratadas no local. Dessas, até ontem eram 947 mortes. O dado de hoje ainda não saiu.

No hospital, se concentram 25% dos profissionais intensivistas de Mato Grosso do Sul no momento.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário