ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Pesando 300 quilos, Fabiano precisa de ajuda para perder 30% do peso

Recomendação é que ele use o balão intragástrico, que pode custar até R$ 12 mil

Christiane Reis | 07/12/2016 15:05
A perna direita de Fabiano Ferreira ficou comprometida por conta da erisipela. (Foto: Alcides Neto)
A perna direita de Fabiano Ferreira ficou comprometida por conta da erisipela. (Foto: Alcides Neto)

“Não posso trabalhar, a mobilidade é quase zero, não tenho vida social, pois quase não saio de casa, nem chinelo eu uso”, o depoimento é do confeiteiro Fabiano Ferreira, 36 anos, que vive o drama de pesar 300 quilos e ter de emagrecer ao menos 90 para ser submetido a uma cirurgia na perna direita.

É que, por conta do peso, ele teve erisipela, uma doença infecciosa aguda, causada por infecção de pele. “O problema é que por causa disso, a perna fica muito inchada e endurecida . Cheguei a ficar internado em 2011, quando descobri que estava com essa doença”, contou.

De lá para cá ele faz o tratamento e, eventualmente, quando não consegue os medicamentos para evitar inflamação, problemas circulatórios e coagulação do sangue, tem crises que provocam tontura, dor de cabeça, falta de ar, febre forte e ânsia de vômito.

Fabiano Ferreira faz o tratamento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e em conversa com os médicos, chegou-se à conclusão de que um balão intragástrico por um ano seria o recomendado para que ele emagreça ao menos 90 quilos e seja submetido à cirurgia na perna. “Nessa cirurgia o médico retiraria pele e gordura, talvez não seja nem necessário fazer redução de estômago depois”, disse.

Desinformação – De 2011 até agora ele faz o tratamento da erisipela e em setembro deste ano teve a informação de que o SUS pode disponibilizar o balão intragástrico, uma balão de silicone colocado no estômago por endoscopia, com o balão ocorre redução do apetite e aumento da saciedade. Fabiano entrou com a solicitação e aguarda a liberação. Utilizando o balão por um ano ele acredita que seja possível perder até 100 quilos.

Estar acima do peso sempre foi algo constante na vida de Fabiano. “Nasci com 4 quilos, aos 17 anos já pesava 150 ; aos 25 anos 160 quilos; aos 30 anos cheguei a pesar 200 quilos e agora 300”, contou.

Mesmo estando acima do peso, ele, até então, seguia uma vida normal. “Trabalhava, fazia as minhas coisas e estava tudo bem. Sempre fui muito ativo”, recorda. Mas quando teve a primeira crise de erisipela, em 2011, chegando a ficar uma semana internado, a situação se complicou.

Hoje ele mora sozinho em um quarto com banheiro, recebe ajuda da mãe e de uma outra pessoa para os cuidados com a casa. Como não consegue mais trabalhar há um ano ele obteve o benefício do LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social), que assegura o pagamento de um salário mínimo. “A situação é dificultosa, mas creio que pela fé em Deus seja possível conseguir uma solução”.

A reportagem tentou obter com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), informações sobre o andamento da solicitação de Fabiano Ferreira, mas até a conclusão deste texto não obteve retorno. 

Os interessados em ajudar Fabiano Ferreira de alguma forma podem entrar em contato pelo telefone (67) 99217-2832

Nos siga no Google Notícias