ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Polícia Federal investiga desvio de recursos da saúde indígena na Capital

PF, Receita Federal e CGU chegaram na sede do DSEI, na Vila Bandeirantes, e vistoriam documentos; foco da ação é saúde indígena

Por Silvia Frias, Clayton Neves e Bruna Marques | 19/08/2020 08:36
Equipe da PF na sede da DSEI, na Vila Bandeirantes, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Equipe da PF na sede da DSEI, na Vila Bandeirantes, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

A PF (Polícia Federal) de Campo Grande cumpre mandados de busca e apreensão na sede do DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena), na Vila Bandeirante. A informação apurada pela reportagem é que a operação investiga irregularidades relacionadas à saúde indígena.

Funcionários puderam ficar no pátio, aguardando saída da PF (Foto: Marcos Maluf)
Funcionários puderam ficar no pátio, aguardando saída da PF (Foto: Marcos Maluf)

Os agentes chegaram ao DSEI por volta das 6h30 e ainda estão no local, vistoriando documentos e computadores. Cerca de 35 funcionários do distrito tiveram que ficar do lado de fora e, após a chegada da imprensa, puderam entrar no pátio, mas não no prédio.

Grupo de índios das aldeias de Sidrolândia foi ao local para discutir problemas da região, mas, não teve como ser atendido e aguarda do lado de fora o desfecho da operação.

Além das viaturas da PF, equipes da Receita Federal e da CGU (Controladoria Geral da União) também participam do trabalho.

Na sede da PF, em Campo Grande, equipes chegam a todo momento e policiais descem carregando malotes, porém, não informaram se são documentos relacionados à investigação. A reportagem tentou contato com DSEI, mas não obteve retorno.

Na sede da PF, policiais chegam com malotes (Foto: Henrique Kawaminami)
Na sede da PF, policiais chegam com malotes (Foto: Henrique Kawaminami)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário