A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

25/01/2018 06:52

PF e CGU fazem operação que investiga a saúde e HU é um dos alvos

Policiais e agentes da Controladoria Geral da União

Anahi Zurutuza e Aline dos Santos
Policiais e agentes da CGU entrando no HU (Foto: André Bittar)Policiais e agentes da CGU entrando no HU (Foto: André Bittar)

A Polícia Federal e a CGU (Controladoria Geral da União) deflagraram na manhã desta quinta-feira (25) operação conjunta. As equipes estão espalhadas pela Capital para buscas em ao menos 15 locais.

Um dos endereços alvo da operação é o Hospital Universitário de Campo Grande. Equipes também estão em uma das casas do condomínio Altos da Afonso Pena, que fica na avenida com o mesmo nome próximo ao Parque dos Poderes.

A CGU é órgão que atua na fiscalização da aplicação de recursos federais pelo poder público.

Sangue frio – A última grande força-tarefa que investigou a saúde pública foi em 2013. A Operação Sangue Frio investigou esquema de médicos que desmontavam o atendimento público para criar um monopólio.

Nas primeiras horas da manhã do dia 19 de março daquele ano, munidos com 19 mandados de busca e apreensão e quatro ordens judiciais de afastamento de funções, policiais federais foram ao Hospital do Câncer Alfredo Abrão, ao HU, à residência do médico oncologista Adalberto Abrão Siufi e à clínica NeoRad.

O médico cardiologista José Carlos Dorsa, diretor do Hospital Universitário à época, também foi alvo.

A ação foi resultado de apurações feitas pela PF, CGU e MPF (Ministério Público Federal) combateu o que foi chamado de “máfia do câncer”.

Outras ações – Mais recentemente, em novembro do ano passado, a Operação Marcapasso, da PF do Tocantins, cumpriu mandado de condução coercitiva e também de busca e apreensão contra um dos operadores da Biotronik, empresa que trabalha com venda de produtos e equipamentos médicos, em Campo Grande. Ele foi levado à Superintendência da PF na Capital para prestar depoimento e depois liberado.

A Marcapasso buscou provas de esquema relacionado à compra de itens hospitalares por preço acima do valor de mercado pelo governo e planos de saúde do Tocantins.

Neste ano, com dois mandados de busca de apreensão em Campo Grande e Dourados, a PF deflagrou a operação Zona Cinzenta, que investiga a importação fraudulenta de equipamentos de diagnóstico médico.

PF em frente ao Hospital Universitário (Foto: André Bittar)PF em frente ao Hospital Universitário (Foto: André Bittar)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions