ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 33º

Capital

PM só investigará policiais presos após conclusão de inquérito do jogo do bicho

Os dois policiais vão passar por audiência de custódia e, na sequência, serão levados para o presídio militar

Por Viviane Oliveira e Dayene Paz | 06/12/2023 11:08
Policiais militares do Batalhão do Choque durante cumprimento dos mandados de prisão (Foto: Marcos Maluf)
Policiais militares do Batalhão do Choque durante cumprimento dos mandados de prisão (Foto: Marcos Maluf)

A PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul) informou, por meio de nota, que só vai abrir procedimento administrativo para investigar o major Gilberto Luiz dos Santos, o Major G. Santos”, e o sargento Manoel José Ribeiro, “o Manelão”, ambos da reserva da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, após a conclusão do inquérito e seu encaminhamento para a Corporação.

Os dois foram presos ontem na Operação Successione, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado), ofensiva contra o domínio do jogo do bicho em Campo Grande. Eles vão passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (6) na Justiça e, na sequência, devem ser levados para o Presídio Militar Estadual, onde ficarão à disposição da Justiça.

Segundo nota da PMMS, até o momento, não foi notificada pelo Ministério Público a respeito das prisões dos militares citados. “Por se tratar de uma investigação que não tem relação com a atividade deles como policiais militares, uma vez que estão na reserva remunerada, o trâmite é aguardar a conclusão do inquérito e seu encaminhamento para a Corporação, para a devida análise do teor das acusações para eventual abertura de procedimento administrativo”.

As apurações que levaram à Operação Successione começaram após a polícia apreender 700 máquinas de apostas em um imóvel no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande, em outubro deste ano. Entre a "turma do baralho" estavam os dois policiais presos ontem.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias