A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/12/2015 10:47

Polícia encontra drogas em casa onde houve tiroteio e localiza terceiro suspeito

Flávia Lima e Filipe Prado
Policiais do Batalhão de Choque entram em casa onde houve tiroteio no Aero Rancho. (Foto:Marcos Ermínio)Policiais do Batalhão de Choque entram em casa onde houve tiroteio no Aero Rancho. (Foto:Marcos Ermínio)

Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, em conjunto com a Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos), encontraram drogas e uma balança de precisão, além de dois revólveres na casa onde morreram os dois acusados de matar o universitário Thiago da Cruz Martins, 24, assassinado no último dia 26 ao sair da igreja e seguir para sua residência, no Bairro Coophamat.

De acordo com o delegado-adjunto da Derf, Carlos Delano, uma terceira pessoa foi detida nas imediações da Rua João Oliveira Machado, no Bairro Aero Rancho, onde houve a troca de tiros com a polícia.

Ainda segundo o delegado, os dois homens, identificados apenas pelos apelidos de Linguado e Camundongo, começaram a atirar assim que a polícia entrou na casa.

Eles chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. Já o terceiro homem, que foi detido, foi identificado como Gabrielzinho.

O delegado afirmou que a casa era utilizada pela dupla como esconderijo e que os três são maiores de idade, com passagens pela polícia.

No entanto, apenas Linguado e Camundongo teria participado diretamente da morte do universitário, enquanto Gabrielzinho ofereceu suporte. Delano também não descarta o envolvimento de outras pessoas no crime.   



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions