A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/02/2014 08:39

Polícia faz megaoperação após teste para cortar celular e risco de motim

Graziela Rezende
Helicóptero sobrevoando a unidade penal. Foto: DivulgaçãoHelicóptero sobrevoando a unidade penal. Foto: Divulgação

Na véspera de instalar bloqueadores de telefone celular no Complexo Penitenciário de Campo Grande e sob ameaça de motim dos presos da Máxima, a Polícia realiza mega operação para demonstrar força. Desde o início da manhã desta sexta-feira (21), militares da Tropa de Choque e do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) estão no local e até contam com um helicóptero que sobrevoa o Estabelecimento Penal.

Além do treinamento, a ação visa “mostrar força” aos detentos, já que diariamente eles estariam realizando reuniões para articular uma reação ao bloqueio dos sinais da telefonia celular. Além disso, eles até realizaram "greve", como o não recolhimento do lixo, contra a medida. Ontem (20), por exemplo, o sinal permaneceu indisponível o dia todo no presídio. Em outros dias, o bloqueio de sinal foi feito de duas a três horas. 

Segundo o titular da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), Wantuir Jacini, os policiais estão fazendo um treinamento e, caso seja necessário intervir em um possível motim de presos, eles já estarão preparados. “É um treinamento, mas se houver necessidade de agir, estamos prontos”, afirma o secretário.

Por questões de segurança, a assessoria de comunicação da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) diz que não divulgará informações sobre a data da instalação dos bloqueadores.

Flagrante - Ainda na noite de ontem, um adolescente foi flagrado no momento em que arremessava tabletes de maconha na unidade. Ele foi apreendido e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. Em depoimento, ele disse que receberia R$ 500 pelo serviço. O detento que “contratou” os serviços está sendo identificado.

Lixão a céu aberto - Na semana passada, cerca de dois mil detentos em Mato Grosso do Sul pararam de fazer a faxina nas celas. Elas ainda estavam acumulando todo o lixo e deixando comida estragada como forma de reivindicar melhorias.

Algo que não foi comentado por eles, de acordo com o presidente, a superlotação seria um motivo para protesto. “Eles, na maioria dos casos, estão em 20 pessoas na cela que deveria ter apenas seis presos. Isso é algo preocupante, até para os agentes penitenciários, que vivem em uma situação delicada”, disse o presidente do Sinsap (Sindicato dos Servidores em Administração Penitenciária), Francisco Sanábria.

 

 



Ja fui agepen e sei como funciona, rebelião será quase impossivel porque as ordens de rebelião dadas vem de outros estados via celular. Agora sem comunicação, sem ordens eles nadam podem fazer, não podem tomar qualquer atitude sem a ordem dos chefes, as penalidades são altas. Qualquer vacilo mal feito de um grupo de gente prejudica todos os estabelecimentos penais, por isso o receio. Nao me espantaria se surgisse um comentario que um preso *x* estava lá da portaria ligando para outro preso *x* de são paulo do telefone do estabelecimento. Agora cortando DEFINITIVAMENTE o acesso a rede celular, que eu acho impossivel, sabemos que é apenas um teste, seria como cortar os 2 braços de um nadador
 
thiago dorsa em 21/02/2014 15:35:09
"Parabéns as autoridades, estas ações são fundamentais.
 
Léo Aquino em 21/02/2014 15:01:32
Essa Nataly Ribas deve ser mais uma dessas militantes que pertencem a esses malditos e inúteis direitos humanos.

As condições nos presídios devem ser sub-humanas SIM, eles devem apanhar SIM, eles devem passar calor SIM, e acho isso muito pouco, pois cadeia não é hotel de luxo, cadeia foi feita pra PUNIR, não pra educar. Assim essas condições severas e sub-humanas metem medo nesses v.. e com isso nunca mais voltem a cometer um crime.

E as condições que os policias passam? Vc não pensa neles sra. Nataly Ribas? Vc não sabe que eles correm risco de vida, são submetidos a condições muito severas de trabalho a troco de um salário baixíssimo? Eles também são seres humanos, vc sabia???
 
Danillo Acosta em 21/02/2014 14:18:03
Se não quer passar por isso não cometa crimes
Aqui fora existem trabalhadores honestos que passam o dia inteiro revirando massa sem almoçar Para poder levar comida pra dentro de casa e não saem por matando e nem roubando
 
Sergio Barreto em 21/02/2014 14:14:03
É por isso que esta tal de nataly, ta com do de preso é frequentadora do local para visitas, no Brasil tinha que ter pena de morte fato este dito pelo governo chines, só assim o Brasil poderia se recuperar ou o exercito voltar ao governo.
 
celso silva machado em 21/02/2014 13:19:36
Nataly 1º pergunto a vc o q seu parente fez para estar naquele lugar 2º Se ele esta la é por que quer, fez mal a alguem 3º do que adianta construir mais presidios se o v... aqui fora faz de tudo para estar la dentro, do contrario iria trabalhar honestamento como eu e vc,concorda com isto?. 4º não sei se é a primeira vez que ele esta la, pois se for com certeza vai querer voltar.
 
marcos vilela em 21/02/2014 12:54:16
Nataly, quem se importa com bandido? Se estão lá não foi porque praticavam o bem né? Agora se ameaçam greve por conta de celular é porque tem algum corrupto que deixa passar esses aparelhos. A sociedade está se lixando pra eles...Estão colhendo o que plantaram!
 
Jorge Pantanero em 21/02/2014 12:47:00
Nataly Ribas, pega um deles pra criar então, simples!!
 
Michael Angelo em 21/02/2014 12:43:20
Tem que cortar a comida e os colchões deles, quem sabe eles fazem igual a pedrinhas e acabam com o problema entre eles.
 
carlos magno em 21/02/2014 11:50:45
Eu só espero que o governo invista nos agentes, pois com o bloqueio dos celulares, ai sim eles ficarão mais vulneráveis a bandidagem, assim espero que se aumente o efetivo e uma melhor remuneração para os mesmos.
 
Rodrigo Santos em 21/02/2014 11:50:45
Como se tivessem direito ao uso do celular. Terceiro e nono estrofe igualzinho!
 
MARGARETHE BRITO em 21/02/2014 10:48:37
Mas os presos autorizaram o corte do sinal?
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 21/02/2014 10:38:59
E todo esse alvoroço não é pq o sinal de celular vai ser cortado, é pra ver se alguem olha lá pra dentro e vê que não vai ser assim que eles serão recuperados!
 
Nataly Ribas em 21/02/2014 10:23:09
Gente, a situação nos presidios é precaria, sub-humana, um calor infernal, agua racionada, nem doentes os presos não podem ficar, pq senão apanham.
Temos que lembrar que por mais que tenham cometido crimes são seres humanos, aquele é um lugar para recuperação, para que o preso volte pra sociedade, mas isso não acontece, quem vai ser recuperar num cela de 5x5 com 13,14,15 homens até mais?
Qual a chance de recuperação de uma pessoa que quer trabalhar, mas não pode pq ainda não foi julgada, não tem com o que ocupar a mente, essas 24h do dia que poderiam ser ocupadas com educação e trabalho são ocupadas por pensamentos que não valem a pena.
Se eu falo é pq vivo esse horror, de ter alguém que amo nessas condições, e infelizmente só quem passa por isso sabe...
 
NATALY RIBAS em 21/02/2014 10:22:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions