A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/08/2012 08:30

Polícia identifica atirador que matou vendedor durante briga de gangues

Paula Maciulevicius

O corpo do vendedor seguiu para Birigui, interior de São Paulo, onde Ademir morava com a esposa e filhas

Ademir estava dentro da loja, saiu para ver o que estava acontecendo e o disparo atingiu o rosto da vítima. (Foto: Pedro Peralta) Ademir estava dentro da loja, saiu para ver o que estava acontecendo e o disparo atingiu o rosto da vítima. (Foto: Pedro Peralta)

A Polícia Civil já tem a identificação do suspeito de ter dado o tiro que atingiu o vendedor Ademir Santos, 46 anos, na tarde de ontem no Jardim Centenário. Investigadores do SIG (Serviços de Investigações Gerais) também já tem nome de outro envolvido na briga, um adolescente. Diligências serão feitas na tentativa de prendê-los.

Segundo a Polícia Civil, as investigações apontaram que seriam seis pessoas envolvidas na briga, três de cada lado da via.

O corpo do vendedor foi liberado do IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) durante a madrugada e já seguiu para Birigui, interior de São Paulo, onde Ademir morava com a esposa e filhas.

O velório ainda não tem horário previsto, mas será na Capela Bom Pastor.

Ontem, a Polícia localizou o Chevette branco utilizado pelos envolvidos na briga de gangues na mesma região onde aconteceu o crime. No entanto, não havia ninguém no carro. O veículo será periciado.

Caso - Ademir estava dentro da loja e saiu para ver o que estava acontecendo, quando os disparos começaram. Nesse momento ele foi atingido por um tiro no rosto. O homem morreu no local. Policiais encontraram seis cápsulas de revólver calibre 38 deflagradas perto de um bueiro.

Dalmo dos Santos, pai do vendedor, contou ao Campo Grande News que o filho morava em Campo Grande, mas mudou para Birigui, São Paulo, com as filhas e a esposa. Amanhã, Ademir seguiria viagem para Cuiabá, no Mato Grosso.



moro ao lado desse bairro e ja arrombaram minha casa divesrsas vezes por ussuarios e boqueiros .... o pior é que a polícia sabe das bocas mais fecham os olhos para essa dura realidade ... é lamentável
 
antonio gonçalves da silva em 30/08/2012 11:37:52
É sempre assim, só perde aquele que morre porque os bandidos vão ficar nas ruas matando mais inocentes.
 
Sandra mara cavalheiro de oliveira em 30/08/2012 10:50:07
O Jardim Centenário ta sempre nos noticiários policiais, pq então já que lá tem tantas ocorrencias, a polícia não se faz presente ? Precisa acontecer uma tragedia pra tomarem as providencias ? A policia sabe onde tem que intervir, pq esperam acontecer pra depois fazer ?
 
Lizeti Aparecida Zanineli em 30/08/2012 09:16:21
É muito comodo colocar a culpa na polícia, a população não percebe que a culpa para essa impunidade é dos legisladores e dos governantes. A polícia leva os usuários e traficantes todos os dias para as delegacias, no entanto, não existe sustentação jurídica para mantê-los presos, logo não ficam presos. sem falar nos meios de trabalho desses profissionais, escalas, aparelhamento...
 
rodrigo real em 30/08/2012 05:03:00
Lamentável, forças a familia para superar esta momento.
 
Flaviana Silva em 30/08/2012 04:42:09
Sou prima do rapaz morto nessa tragédia, só posso dizer que se foi um pai de família que amava sua esposa e tres filhas e vivia por elas, que tristeza, a sensação de impunidade só cresce nesse país...
 
Selma Rodrigues em 30/08/2012 04:16:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions