A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

18/10/2015 16:09

Policiais civis de folga perseguem e prendem dupla com carro roubado

Liana Feitosa e Luana Rodrigues
De acordo com o delegado Hoffman D'Ávila, a dupla usava um facão de açougue, com lâmina de mais de 30 centímetros, para causar confusão na rua Júlio Verne. (Foto: Fernando Antunes)De acordo com o delegado Hoffman D'Ávila, a dupla usava um facão de açougue, com lâmina de mais de 30 centímetros, para causar confusão na rua Júlio Verne. (Foto: Fernando Antunes)
Diego Henrique Batista da Silva Lima, de 24 anos, e Adilson de Oliveira, de 31, têm uma longa ficha criminal. (Foto: Fernando Antunes)Diego Henrique Batista da Silva Lima, de 24 anos, e Adilson de Oliveira, de 31, têm uma longa ficha criminal. (Foto: Fernando Antunes)

Dupla foi presa por receptação após agentes da Polícia Civil receberem a informação de que dois homens estavam em um veículo Hyundai HB20 roubado causando confusão na rua Júlio Verne, na Vila Doutor Albuquerque, em Campo Grande. A dupla usava um facão de açougue, com lâmina de mais de 30 centímetros, para causar confusão na rua Júlio Verne. O caso ocorreu por volta das 11h30 deste domingo (18).

De acordo com o delegado Hoffman D'Ávila, quatro policiais civis que estavam de folga receberam a informação de que dois suspeitos estavam circulando com carro roubado pela região e saíram em diligência atrás dos suspeitos.

Usando veículos particulares, os policiais encontraram os dois em outro ponto do bairro, na rua Monte Santo. No local, deram ordem de parada à dupla, que desobedeceu e iniciou fuga.

Ainda segundo o delegado, houve perseguição e os policiais precisaram atirar contra o veículo dos suspeitos para conseguir deter a fuga.

Diante da situação os bandidos pararam o veículo e ainda tentaram fugir a pé, mas foram capturados. Diego Henrique Batista da Silva Lima, de 24 anos, e Adilson de Oliveira, de 31, têm uma longa ficha criminal, com passagens por tráfico de drogas, furto e roubo. Além disso, Adilson é fugitivo da Colônia Penal.

Eles vão responder por receptação, direção perigosa, falta de permissão ou habilitação para dirigir, além de resistência. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Piratininga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions