A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/08/2012 08:48

Policiais federais em greve vão acatar decisão que proíbe operação-padrão

Francisco Júnior e Aline dos Santos
Por conta da operação, uma grande fila se formou na entrada da sala de embarque. (Foto: Simão Nogueira)Por conta da operação, uma grande fila se formou na entrada da sala de embarque. (Foto: Simão Nogueira)

O presidente do Sinpef/MS (Sindicato dos Policiais Federais), Jorge Caldas, disse que a categoria vai acatar decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que proíbe a realização de operação-padrão, a convocação de servidores de outras funções para exercer as atividades dos grevistas e também qualquer medida que bloqueie o acesso de servidores ou cidadãos aos serviços.

A decisão considera ilegal a operação-padrão realizada por servidores da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, que provocaram transtornos em aeroportos e rodovias do País.

O sindicalista destacou que a operação está dentro das atribuições dos policias e que só não é feita com frequencia por falta de efetivo. “É legalíssimo. Se tivesse efetivo correto, eles (policiais) fariam sempre, revistando todos os passageiros”, disse.

Jorge informa que o sindicato ainda não foi notificado sobre a decisão. Segundo ele, hoje não está programado nenhum movimento, mas os policiais irão se reunir em frente da delegacia para fazer um balanço da operação-padrão realizada ontem (16), no aeroporto de Campo Grande.

Ação causou tumulto no embarque de passageiros. Os policiais ainda revistaram bagagens. Uma grande fila se formou na sala de embarque.

A intenção dos policiais é que para pressionar o governo federal a aumentar o efetivo e a melhorar os salários, os policiais decidiram mostrar serviço e vistoriam a documentação (para verificar se existe algum tipo de restrição para entrada ou saída) de todos que vão embarcar. Os 14 policiais também fiscalizam as bagagens.



Sr. Mauro Dorigon, leia melhor, o que estão fazendo é operação Padrão, ou seja, o serviço que deve ser feito todos os dias, mas nao é por falta de servidores e equipamentos. Publicar os salários foi um tiro no pé da Presidenta, pois agora um Agente PF que estudou 10 vezes mais do que um Técnico Judiciário sabe que ganham quase a mesma coisa.
 
Murilo Souza Paixão em 17/08/2012 12:02:23
Não tem outro jeito,tem que acatar mesmo!!! Mas sera que pelo menos o STJ ira melhorar pelo menos as delegacias de Corumbá e Ponta Porã,com estrutura e efetivo???
 
arivaldo paiva em 17/08/2012 10:44:16
É brincadeira essa nossa Polícia Federal. Só se preocupam com os próprios beneficios. Quer dizer que para a greve seu efetivo aumentou? Não venham com desculpinhas, são um bando de desocupados enchendo a paciência da população.
 
Mauro Dorigon em 17/08/2012 09:52:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions