A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

01/01/2012 19:55

Policial paga fiança e é liberada; Autor de disparo e envolvido estão detidos

Wendell Reis
Acusado de brigar com policial está detido por tentativa de homicídio(Foto:Simão Nogueira)Acusado de brigar com policial está detido por tentativa de homicídio(Foto:Simão Nogueira)

Dois envolvidos em uma confusão que resultou na morte de Wilson Meaurio, 41 anos, na madrugada deste domingo (1º), continuam detidos. Segundo a Polícia, o Polícial Militar acusado de efetuar o disparo foi encaminhado para o Presídio Militar, e Márcio Pereira Soares, 22 anos, continua preso por tentativa de homicídio na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Márcio Pereira brigou com o policial após a confusão que resultou na morte de Meaurio. A policial civil que é irmã do acusado de efetuar o disparo que matou Meaurio ficou detida por disparo de arma de fogo, mas foi liberada após pagar fiança.

O Caso - Uma testemunha que não quis se identificar informou ao Campo Grande News que a confusão teria começado quando o policial que estava em um Fox freou bruscamente sobre um grupo de pessoas que saíam de um casa na rua Barão de Limeira após as festividades de fim de ano.

As pessoas teriam reclamado com o policial, que desceu do veículo e disse que era policial e fazia o que queria. Depois de uma briga entre Márcio e o policial, os amigos da vítima teriam quebrado o carro do policial, que acionou a irmã, uma policial civil.

A policial efetuou um disparo de advertência e, segundo a testemunha, deu a arma para o irmão, que foi até a casa onde ocorria a festa e efetuou os disparos atingindo a vítima, esposa e dois adolescentes um de 15 e outro de 16 anos e uma criança de 10 anos.

Em nota o Comando Geral da Polícia Militar disse que “não se pode afirmar ainda qual arma foi responsável pelos disparos, se a do policial militar, da policial civil ou se havia outra arma com o grupo de agressores”.

Além disso, afirma que o PM foi agredido antes de efetuar os disparos. O policial ficará detido no Presídio Militar. Ele vai responder a processo administrativo, com punição que varia de advertência a expulsão da corporação.



sem duvida a açao dos policiais foi no minimo desastrada, ha se o coronel orti tivesse no comando certamente eles seriam punidos, ha e o seu vantuir vai ficar so assistindo a açao desta policial. atirar em criança? dormindo . po ai e demais. pelo amor de deus gente isso nao pode acontecer.
 
edson silva em 03/01/2012 10:01:01
Toda ação provoca uma reação, ninguém atira em outro ser humano de graça, esse rapaz teve o seu dia de furia ao ser agredido por várias pessoas e ver o seu carro sendo depredado... perdeu a razão. Meus sentimentos a familia que perdeu um dos seus, bebida alcóolica só causa isso, deveria ser rotulada como é o cigarro.
 
Octavio Augusto em 02/01/2012 12:32:53
Matou pessoa indefesa, inocente, desarmada e agora tá solta...todo mundo da festa com certeza (para o BO) estão armadas e tentando atirar nos policiais (que disse poder fazer o que quizer que nada acontece)...alguém tem que nos salvar e proteger desse pessoal. SO POR DEUS!!
 
Jota Junior em 02/01/2012 12:30:05
Não podemos tecer comentários sem antes conhecer o caso, não é porque se trata de policiais, que são culpados ou inocentes. Naquele momento era um cidadão que aparentemente teve cerceado seu direito de ir e vir, e teve sua vida ameaçada. Não venham com essa de julgá-los, e essa de clamor público, com chamamento de Direitos Humanos, corporativismo e pizza. Que a justiça impere!
 
Reginaldo Lerovitz em 02/01/2012 11:06:12
Parece piada o cara mata um pai de familia e depois vai ser advertido,por ter uma arma acha que e valentão tomou uma surra na rua por que estava bebado e se ele mata mais pessoas ai tbm não daria nada pois hoje en dia se você quer matar alguem e so atropelar por que morte no transito não da nada........no minimo teria que ficar preso e ser julgado por homicidio e cinco tentativas de homicidio.
 
Samuel Flores em 02/01/2012 11:01:15
Que absurdo uma vida não vale nada mesmo, apenas uma fiança. É de envergonhar vc ver bandido que faz parte da corporação que jurou fazer a segurança do cidadão. Cade a justiça desse nosso tão amado BRASIL.!!!!!
 
Maria Francisca em 02/01/2012 11:00:50
Dá pra perceber que em alguns comentários existem sombras de quem nada entende do assunto. É certo que nada justifica o homicidio, mas ai eu pergunto, será que existia motivos para quebrarem o carro do policial e ainda baterem nele de pau.
Será que "baterneiros" não seria os que deram inicio a isso tudo.
Tomara que vc nunca leve uma surra dessa
 
André Matias em 02/01/2012 10:57:38
Senhor governador acredito muito no senhor fora com esses policiais bandidos, cadê o nome desse policial e sua irmã bandida também?São essas pessoas que fazem a segurança da sociedade?A policia esta cada vez mais desacreditada por causa dessas pessoas que não deveriam estar na policia. Fora com eles.Meu sobrinho saiu da policia por causa dessas barbaridade que acontece e fica por isto mesmo.Justiç
 
João de Souza Bento em 02/01/2012 10:16:59
PRIMEIRO, SE SÃO POLICIAIS, NÃO PODEM AGIREM DE QUALQUER MANEIRA, SOLICITASSEM AUXÍLIO DE UMA VIATURA, QUE É DE PRAXE E PARA ELES VINHAM RAPIDAMENTE, AGISSEM CORRETAMENTE, ERRARAM, PORTANTO TERÃO QUE PAGAR A PENA, COMO QUAISQUER CIVIS, E É PROVÁVEL DE EXPULSÃO DOS DOIS SERVIDORES, AUXILIARES DA JUSTIÇA, NO MEU PONTO DE VISTA, PUNIÇÃO, POR NÃO FAZER PREDOMINAR A LEI, E SABEREM QUE A LEI EXISTE.
 
PEDRO BRAGA em 02/01/2012 10:14:00
Como de costume estão julgando uma pessoa por ser policial, pois tem muitos que acham que policial não é um ser humano que não sentimentos como medo, ódio, raiva, amor e todos os sentimentos que qualquer pessoa possa ter. Nada vai justificar ter tirado a vida de um pai de família, nem mesmo teria como justificar ter atirado nas pessoas da residência, mas o cidadão acusado dos disparos foi brutalmente agredido com pedras, paus e uma barra de ferro, ele esta todo desfigurado, e teria sido morto se não tivesse se abrigado numa residência próxima ao local do ocorrido, e mesmo assim foi perseguido pelos agressores que queriam “terminar o serviço”, o que ocorreu depois foi uma barbárie cometida por uma pessoa descontrolada, ferida e com muita raiva, e que vai ser julgada e condenada se for o caso, nos rigores da lei, e que esta lei tem o dobro do peso aos militares, espero que não julguem toda uma corporação de trabalhadores honestos e profissionais, pelo ato impensado de um servidor.
Meus sentimentos as famílias das duas partes, que sofrem com esta tragédia!
 
Mauro Marques em 02/01/2012 10:13:17
Sempre que existe um policial em confusão nunca divulgam o nome dele, sempre será assim pois quando entram na policia eles acham que estão acima de qualquer suspeita.Tem que prender e expulsar esse policial e sua irmã, como a sociedade vai confiar no policial se as vezes o policial é mais bandido do que o próprio bandido.Duvido se esse senhor que morreu fosse bandido esse policial o enfrentaria .
 
luiz pereira em 02/01/2012 10:12:25
Como certas pessoas gostam de falar o que não sabem. Houve erros e exageros? com certeza, mas daí a chamar o PM de monstro existe uma grande distância. Com certeza, o maior monstro está na irresponsabilidade de beber exageradamente, perdendo o discernimento da razão, o respeito pelos direitos dos outros.Que Deus possa confortar a familia enlutada, que a justiça seja feita entre todos os envolvido
 
valter oliveira em 02/01/2012 09:43:04
aO pm no maximo que pode sofrer é advertencia e se muito se for expulso e ficara em liberdade, nem o nome desses monstro são divulgados - A POPULAÇÃO TEM O DIREITO DE SABER O NOME DESSES MONSTRO PARA FUGIRMOS DELES, O SUJEITO ENVOLVIDO NA BRIGA TEM O NOME EXPRESSAMENTE DECLARADO, EI CORPORAÇÃO PQ NÃO QUERER DIVULGAR O NOME DESSES 3 JUSTIÇEIROS? E como vai ficar essa familia que foi desfragmentada?
 
GISLAINE DOS REIS em 02/01/2012 09:13:15
acho engraçado e facil "meter" o pau no policial, sem nem mesmo saber o que realmente aconteceu, o fato é que tudo tem que ser rigorosamente apurado pelas autoridades competentes pra dai sim ver quem estava errado ou nao, lembrando que nem sempre quem leva a pior é que esta certo! Que Deus de conforto as familias das vitimas, bem como a do policial envolvido, pois tambem sofrem com tudo isso!
 
andre luiz em 02/01/2012 09:07:43
É MUITO FÁCIL DIZER QUE O POLICIAL É BANDIDO, GOSTARIA DE VER VOCE DIZER ISSO DEPOIS DE TOMAR UMA TIJOLADA NA CARA E TER SIDO ESPANCADO SOZINHO POR UM BANDO DE PESSOAS BEBADAS, QUE ESTAVAM NO MEIO DA RUA E FORAM TOMAR SATISFAÇAO, CHAMA A VIATURA E VE SE AGUENTA ESPERAR VIVO ATE CHEGAR. NAO SABEMOS COMO FOI NO LOCAL, E NAO PODEMOS JULGAR, MAS COMO DITADO, DEPOIS QUE ... TODO MUNDO VIRA SANTO.
 
carlos eduardo em 02/01/2012 01:00:16
Policial tem que atirar em bandido!! Secretaria de Segurança (mandar embora esses mal elementos).
 
Valter Vieira Alves em 01/01/2012 10:14:01
PURO ABUSO DE PODER TEM Q SER PUNIDO COM RIGOR ESTES POLICIAIS!
 
ANDERSON MARTINEZ FERREIRAd em 01/01/2012 09:48:00
A policial que deu tiro em via publica, esta solta, o Marcio que nem arma tinha, continua preso!
ah entendi.
 
celso lopes em 01/01/2012 09:29:47
Certamente a atitude desses pm's sujou a corporação, uma vergonha.
 
joão guilherme cel. da reserva em 01/01/2012 07:59:01
Cadê o nome dos policiais (civil e militar) baderneiros que não acreditam no sistema em que estão inseridos. Porque não chamaram os seus colegas políciais "EM SERVIÇO" para que legalmente resolvessem a situação. Eles são servidores públicos e devem satisfação para a sociedade campograndense. De quanto foi a fiança ? Fizeram bafômetro? MP e OAB abram o olho pois com o corporativismo. PIZZA !
 
Eva Gomes em 01/01/2012 07:43:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions