A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/09/2015 18:03

Policial se fere tentando arrumar telhado e sindicato cobra Estado

Michel Faustino
Policiais estavam realizando manutenção do telhado do IMOL. (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)Policiais estavam realizando manutenção do telhado do IMOL. (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
Parte do forro de uma das salas também ficou avariada por conta das chuvas da semana passada. (Foto: Divulgação/SinpolMS)Parte do forro de uma das salas também ficou avariada por conta das chuvas da semana passada. (Foto: Divulgação/SinpolMS)

Um perito papiloscopista, que não teve a identidade divulgada, ficou ferido na tarde de hoje (14) enquanto realizava o reparo do telhado de uma das salas do IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), em Campo Grande. A situação ocorreu no momento em que representantes do Sinpol-MS (Sindicato dos Policias Civis de Mato Grosso do Sul) foram até o local para apurar a denuncia de que policiais estariam fazendo serviço de manutenção do prédio, função que é de responsabilidade do Estado.

Segundo Alexandre Barbosa, presidente do Sinpol-MS, a informação que foi passada a ele, é de que, em decorrência das chuvas e o vento forte que atingiu a cidade na última semana, parte do prédio ficou danificado e muitas telhas foram arrancadas, com isso propiciando uma situação insalubre.

Conforme o sindicalista, os funcionários do IMOL entraram em contato com o governo do Estado comunicando a situação, no entanto não houve resposta.

Hoje, por conta própria, dois peritos papiloscopistas decidiram realizar a manutenção do prédio, situação que foi denunciada ao sindicato.

“Nós fomos até a lá e evidenciamos essa situação. No momento em que conversávamos com outros servidores ouvimos um estrondo e quando saímos para ver, era a telha que tinha se quebrado e não sustentou o agente. Por sorte, o prédio tem laje e evitou que ele (policial) caísse de uma altura de mais de 12 metros”, disse.

De acordo com Alexandre, nesta terça-feira (14), o sindicato irá mandar um ofício ao governo do Estado questionando a inercia quanto ao pedido de manutenção no prédio do IMOL, que levou os servidores a se arriscarem na tentativa de zelar por um melhor ambiente de trabalho.

“A gente quer saber porque não foram lá fazer o reparo. A gente constatou que todas as telhas estavam podres e é necessário manutenção com urgência. E com essa morosidade ai, os servidores tem que se arriscar e realizar trabalhos que eles não estão qualificados pra fazer e nem tem dever de fazer”, comentou.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de comunicação da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), responsável pela execução do serviço de manutenção), e a reposta é de que a demanda foi protocolada na semana passada e encaminhada para a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), que tem o papel de autorizar o serviço pelo prédio do IMOL se tratar de um órgão subordinado a pasta.

Tentamos contato por telefone com a assessoria de imprensa da Sejusp, no entanto, até o fechamento desta matéria às ligações não foram atendidas e não houve retorno.

Policial se fere tentando arrumar telhado e sindicato cobra Estado
Policial se fere tentando arrumar telhado e sindicato cobra Estado


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions