A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

20/12/2017 16:25

Policiamento no Centro está abaixo das expectativas de consumidores

Operação teve início neste mês com anúncio de reforço com 1,3 mil policiais

Osvaldo Júnior
Policias militares na área central de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)Policias militares na área central de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

O reforço do policiamento, iniciado no dia 8 deste mês, ainda não foi notado por consumidores da Capital e, quando percebido, é considerado abaixo do necessário para a época do ano. Na tarde desta quarta-feira (20), dia de liberação do décimo-terceiro salário, depois de quase duas semanas do lançamento da Operação Boas Festas, a presença de policiais ainda está aquém das expectativas, conforme indicaram pessoas entrevistadas pelo Campo Grande News.

“Não vi policiamento aqui no Centro. Deveria ter, porque o movimento aumenta muito no fim de ano”, opinou Vera Moreira, 60 anos, presidente do bairro Zé Pereira. Já a recepcionista Kelly Lima, 34, notou a presença de policiais, mas não o tempo todo. “Quando cheguei aqui ao centro, vi policiais na [Rua ] 14 [de Julho] com a [Avenida] Afonso Pena. Mas depois, não vi mais nada”, observou.

Shirley nota que policiamento está mais intenso, o que, segundo com ela, deveria ocorrer o ano todo (Foto: Paulo Francis)Shirley nota que policiamento está mais intenso, o que, segundo com ela, deveria ocorrer o ano todo (Foto: Paulo Francis)
Cícera avalia que deveria ter mais policiais no centro (Foto: Paulo Francis)Cícera avalia que deveria ter mais policiais no centro (Foto: Paulo Francis)

Para reduzir os riscos, a recepcionistas adotou algumas medidas. “Não costumo andar com bolsa atrás, o celular está sempre comigo e sempre fico atenta para não ser surpreendida”, listou.

Diferentemente de Vera e Kelly, a auxiliar de serviços gerais Shirley Ribeiro, 41 anos, percebeu intensificação do policiamento. “Em cada esquina tem policial”, notou. “Mas isso não deveria acontecer só no fim de ano. Deveria ser assim sempre”, disse.

Observação semelhante fez a cozinheira Cícera Maria da Silva, 51 anos. “Sinto que está mais seguro o centro, mas acho que deveria ter ainda muito mais policiais. As pessoas precisam ter segurança para fazer compras”, comentou.

No lançamento da Operação Boas Festas, foi informado que haveria 1,3 mil policiais militares reforçando a segurança da população na época do ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions