A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

20/03/2019 16:46

Por falta de luz, audiência sobre narguilé foi adiada na Câmara

Prédio da Câmara Municipal ficou sem energia, porque um transformador queimou nas mediações

Leonardo Rocha
Prédio da Câmara Municipal ficou sem energia nesta tarde (Foto: Divulgação/CMCG)Prédio da Câmara Municipal ficou sem energia nesta tarde (Foto: Divulgação/CMCG)

A audiência pública sobre a proibição do uso de narguilé em locais públicos, que iria ocorrer nesta tarde (20), na Câmara Municipal, foi adiada devido à falta de energia no prédio do legislativo. Toda região ficou nesta condição em função das fortes chuvas que ocorreram nas mediações.

Segundo a Câmara Municipal, um transformador queimou nas proximidades do legislativo, deixando toda região sem energia. Os organizadores do evento agora vão definir uma nova data e depois publicar no Diário Oficial da Casa de Leis.

O debate tinha sido proposto pela Comissão de Segurança, em função do projeto do vereador Wellington Oliveira (PSDB), que proíbe o uso do “narguilé” em locais públicos abertos ou fechados de Campo Grande, incluindo praças, áreas de lazer, escolas e outros estabelecimentos.

A proposta prevê multa de R$ 500,00, podendo dobrar o valor, em caso de reincidência. Se um menor de idade for flagrado, será encaminhado ao Conselho Tutelar. O autor alega que tanto os fumantes, como os chamados “passivos”, que inalam a fumaça, sem usar o produto, sofrem prejuízos à saúde.

O vereador espera que nesta audiência se discuta o uso dos produtos em locais públicos, além dos seus malefícios. “Desde que chegou ao ocidente, o narguilé é visto, erroneamente, por muitos como uma forma inofensiva de consumo de tabaco”, ponderou o tucano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions