ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Posto é ativado e guardas ficarão 24h em terminal para combater vandalismo

Alvo de vândalos, terminal Bandeirantes já teve banheiros depredados e até tampas de esgoto furtadas, em Campo Grande

Por Alana Portela e Ana Oshiro | 23/02/2021 10:36
Guarda abrindo a porta do posto fixo da Guarda Civil Metropolitana ativado no Terminal Bandeirantes. (Foto: Marcos Maluf)
Guarda abrindo a porta do posto fixo da Guarda Civil Metropolitana ativado no Terminal Bandeirantes. (Foto: Marcos Maluf)

Na tentativa de combater vandalismo, posto fixo da Guarda Civil Metropolitana foi ativado na manhã desta terça-feira (23), dentro do Terminal Bandeirantes, em Campo Grande. O local que vinha sendo depredado nas últimas semanas, agora será monitorado 24h e quem ousar invadir, poderá ser preso.

“Quem invadir pode ser preso, já que a área estará fechada”, destaca o secretário de Segurança Pública da Capital, Valério Azambuja, sobre vândalos que tentarem entrar no terminal depois do expediente.

 A partir de hoje, um guarda ficará monitorando o terminal durante o dia, enquanto dois serão responsáveis pela ronda noturna. “Da meia noite até às 4h, o terminal ficará fechado com as grades e os guardas municipais ficarão a madrugada toda aqui dentro cuidando do terminal, para evitar pequeno furtos no local e vandalismo”, afirma o secretário.

Motos e até viaturas da Guarda Civil Metropolitana estão dentro do Terminal Bandeirantes. (Foto: Marcos Maluf)
Motos e até viaturas da Guarda Civil Metropolitana estão dentro do Terminal Bandeirantes. (Foto: Marcos Maluf)

O posto está instalado na entrada do terminal e tem uma sala com banheiro. Ao lado, agora tem o espaço da viatura, para continuar realizando a ronda na região. “É um anseio antigo da população. Esses terminais têm mais de 20 anos e todos eles terão uma base da guarda”, destaca.

O secretário ainda recorda que no início, a concepção era de terminais abertos para a população entrar. No entanto, a história mudou. “Com o passar dos anos, o vandalismo e crimes passaram a ser frequentes e agora vamos precisar fechar”.

Comemoração - E quem comemora a presença da guarda no local é a aposentada, Francisca da Silva Neres, 70 anos. “Frequento bastante esse terminal, agora nem tanto por conta da pandemia. Mas acho que a guarda vai ajudar muito a combater o vandalismo”.

Francisca da Silva Neres é uma das pessoas que frequentam o terminal. (Foto: Marcos Maluf)
Francisca da Silva Neres é uma das pessoas que frequentam o terminal. (Foto: Marcos Maluf)

Ela recorda de uma situação que já viveu no local. “Fui ao banheiro e não tinha torneira porque os vândalos estragaram tudo.  É muito complicado aqui, só uso em último caso mesmo porque é uma nojeira. Pelo preço que a gente paga [passagem], precisava de muita melhora, mas isso já é um primeiro passo”, frisa.

Um funcionário, que preferiu ter a identidade preservada, reclama que no dia 12 de janeiro, furtaram as tampas de esgoto e até agora não colocaram novas. “Tá acumulando sujeira, fora o perigo pra população que passa por aqui. Abandonaram esse pedaço da obra, a gente não vê mais ninguém trabalhando, os banheiros estão lacrados, não funcionam”, declara.

Ele ainda fala sobre a falta de acessibilidade. “Cerca de 40 cadeirantes passam aqui por dia porque vão ao médico ou resolver as coisas e sempre reclamam. Isso acontece desde antes da reforma, mexeram num monte de coisa lá dentro e nem chegaram perto dessas valetas de água”.

Os gradis que vão ser usados para fechar o terminal quando não estiver funcionando. (Foto: Marcos Maluf)
Os gradis que vão ser usados para fechar o terminal quando não estiver funcionando. (Foto: Marcos Maluf)

Próximos pontos - O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Janine de Lima Bruno, também esteve no local e comenta sobre a reforma dos terminais. “É o primeiro terminal que vamos colocar um ponto fixo da guarda. Com o fechamento do terminal com os gradis e com a presença da guarda esperamos que isso acabe com o vandalismo”.

Todos os terminais de Campo Grande devem passar por reforma. “O Bandeirantes, Júlio de Castilho e Guaicurus estão praticamente prontos. E temos outros seis que estão em reforma desde novembro de 2020, e no começo do próximo semestre devem ficar prontos”.

Os próximos terminais a receber um posto da guarda serão da Júlio de Castilho e Guaicurus, que devem ser instalados a partir da primeira semana de março. Hoje aconteceu apenas a ativação do posto da Guarda Civil Metropolitana, após a assinatura do termo de compromisso entre o MPE (Ministério Público Estadual) e prefeitura da Capital. Já a inauguração oficial ocorrerá quando todas as reformas dos terminais tiverem prontas.

Os agentes da Guarda Civil Metropolitana trabalhando dentro do terminal Bandeirantes. (Foto: Marcos Maluf)
Os agentes da Guarda Civil Metropolitana trabalhando dentro do terminal Bandeirantes. (Foto: Marcos Maluf)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário