A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/06/2011 08:00

Praças antigas e recém inauguradas não tem lixeiras para a população

Vanda Escalante
Praça não têm lixeiras na VIla Rica.Praça não têm lixeiras na VIla Rica.

Novas ou antigas, recém inauguradas ou reformadas, grandes, pequenas, destinadas ao chamado lazer de contemplação ou à prática de exercícios físicos, não importa, a maioria das praças hoje em Campo Grande não tem lixeiras instaladas.

A manutenção desses espaços, por serem públicos, é atribuição da Prefeitura, incluindo limpeza, reparos, conservação e vigilância. Em Campo Grande, a Prefeitura divide essa atribuição com outras esferas da sociedade, estabelecendo parcerias com empresas e instituições, públicas ou privadas, por meio do Propam (Programa de Parceria Municipal).

O Propam contabiliza atualmente 91 parceiros. Para participar do programa, basta escolher a área ou praça e ser adotada e formalizar o pedido junto ao gabinete do Prefeito.

Os benefícios oferecidos consistem unicamente na oportunidade do marketing social. Em troca de cuidar e manter a praça, “o parceiro poderá fazer veiculação de publicidade própria e utilizar a área para a realização de eventos previamente autorizados”, conforme consta da página institucional do Propam no site da Prefeitura.

No último sábado (11), depois de entregar praça com quadra esportiva no bairro Moreninhas III, o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) afirmou que até o final do ano serão revitalizadas 60 praças. Sobre a responsabilidade da conservação e manutenção desses espaços, o prefeito disse que espera continuar contando com as parcerias e o trabalho voluntário da comunidade.

Vila Célia - A Praça Profª Maria Luísa Widal Borges Daniel, na confluência das ruas Sergipe e Amazonas com a Ceará, onde funciona a feira da Vila Célia, está incluída no Propam desde 2007. Quem adotou a praça foi a empresa Real H Nutrição e Saúde Animal, cuja sede fica bem na frente da praça.

De acordo com a empresa, todo o custo de manutenção da praça vem de um programa de coleta seletiva de lixo e venda do material reciclável. Os recursos gerados por esse programa são destinados 50% para a manutenção da praça e 50% para a premiação dos funcionários que atuam no próprio programa.

A preocupação ambiental está refletida no cuidado com a praça que, diferente da maioria, está fartamente equipada com lixeiras especiais para a coleta seletiva do lixo.

No Coophafé, outra praça sem lixeiras.No Coophafé, outra praça sem lixeiras.
Praça na Ceará, mantida por empresa, tem até lixeira para reciclagem.Praça na Ceará, mantida por empresa, tem até lixeira para reciclagem.

Vila Rica - Localizada no bairro vizinho, a Praça da Vila Rica não teve a sorte de ser adotada. A grama aparada mostra que passou por ali o mutirão de limpeza realizado há poucos dias pela Prefeitura. Mas não há lixeiras. “As lixeiras fazem falta, mas não adianta ter lixeira se as pessoas são mal educadas”, comenta o aposentado José Scarabel, 79 anos, morador da vizinhança.

Giocondo Orsi - Inaugurada domingo passado (12), a ampliação da praça do bairro Giocondo Orsi destina-se, de acordo com as informações divulgadas pela Prefeitura, ao “lazer contemplativo”. Para os moradores, a urbanização do espaço foi uma conquista, pois já era um reivindicação de anos.

Junto à praça existe o Ceinf (Centro de Educação Infantil) Paulo Siufi, que utiliza o local para o lazer das crianças. A dificuldade das professoras é descartar o lixo, como restos ou embalagens de lanche e cascas de frutas. “Quando fazem o projeto, já deveriam incluir as lixeiras, porque faz falta”, comenta a educadora infantil Silvia Durben.

A também educadora Maria das Dores Silva Primo conta que costuma passear com as crianças na praça há cerca de quatro anos. “A gente sempre traz uma sacolinha e ensina as crianças que não pode deixar lixo no chão, mas o ideal era que tivesse lixeiras”, concorda.

Para Dorvalina Vieira, de 74 anos, que mora no bairro há nove anos, ver a praça inaugurada “é um sonho”. Ela e a irmã, Olga Vieira, de 75 anos, que mora em Dourados, concordam que o espaço ficou muito bonito. “Sinto até inveja”, brinca Olga, dividindo com a irmã o encanto com a nova praça.

As duas senhoras comentaram a inauguração da praça e elogiaram a obra da prefeitura, e confessam que tinham reparado que não há lixeiras. Mas não critica. Ao contrário, dizem ter certeza de que esse defeito será corrigido em breve. “É porque ainda não está terminado, ainda está faltando fazer algumas coisas. Realmente faz falta, mas tenho certeza que vão colocar as lixeiras”, garante Dorvalina.

Prefeitura - O Campo Grande News procurou a Prefeitura para perguntar por que razão não são instaladas lixeiras nas praças, mas a assessoria de comunicação não retornou as ligações.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Acho que não tem que ter nem lixeira, nem banco, nem academia...

Afinal, as pessoas não sabem cuidar do patrimônio. Nem digo todas, mas boa parte, principalmente os jovens, fazem mal uso dos espaços. É um gasto desnecessário de dinheiro público se a população não sabe conservar.

Além do mais, jogar lixo no chão é crime. Que as pessoas segurem seus lixos até chegarem em casa.
 
Mirella Alencar em 20/06/2011 03:48:54
Bom dia!
Gostaria de obter maiores informaçoes sobre este assunto. Se tem que fazer algum cadastro ou solicitação e para quem?
Gostaria que fosse incluído a praça Bolívia que fica na rua das Garças com a Barao da Torre no bairro Sta Fé.
No local acontece o evento cultural Praça Bolívia, onde recebe o apoio da Fundac e Funesp,e o local é frequentado por varias pessoa e a necessidade de revitalização do local e necessário.
Até o presente momento recebemos doação de uma lixeira ecologicas pela empresa FAMASUL.
Gostariamos muito de ser atendidos e nos comprometemos a preservar o local que é pra todos, tanto moradores e tambem visitantes para uma cidade melhor.
Fico no aguardo.
Ingra.
 
Ingra Lidia F. Padilha em 18/06/2011 10:36:45
na praça do giocondo orsi deveria ter aparelho de ginastica para os idosos e nas praças do caranda bosque 1 e 2 tambem e ai nossos veriadores vamos colocar os aparelhos, estou de olho.
 
ada lucia em 18/06/2011 08:32:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions