A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/10/2011 18:35

Prefeito deve sancionar projeto da Cantina Saudável ainda esta semana

Paula Maciulevicius

Projeto já aprovado pela Câmara, define normas para a comercialização de alimentos nas cantinas das escolas públicas e particulares de Campo Grande

Prefeitura estimula alimentação saudável nas escolas. (Foto: João Garrigó)Prefeitura estimula alimentação saudável nas escolas. (Foto: João Garrigó)

E o prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PMDB) deve sancionar ainda esta semana o projeto de lei “Cantina saudável”. A informação é da assessoria do vereador, autor da lei, Cristóvão Silveira (PSDB).

O projeto já aprovado pela Câmara, define normas para a comercialização de alimentos nas cantinas das escolas públicas e particulares de Campo Grande.

O compromisso de garantir à população estudantil acesso a uma alimentação saudável nas escolas, com a aplicação da nova lei, foi reafirmado nesta segunda-feira pelo prefeito que almoçou com os alunos, professores e funcionários da escola Iracema Maria Vicente, no bairro Rita Vieira, cenário do episódio de intoxicação alimentar na última terça-feira.

O veto à comercialização nas cantinas de produtos como refrigerantes, pirulitos, balas, salgadinhos industrializados e frituras, na opinião do prefeito é uma ferramenta para estimular entre os estudantes hábitos alimentares saudáveis.

O vereador Silveira afirma que o projeto deve ser complementado por ações já apresentadas na semana passada na Câmara Municipal, que torna obrigatória a coleta diária e o armazenamento por 72 horas da alimentação servida aos alunos. O que pode evitar episódios como o registrado na escola de tempo integral.

O Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) divulgou nota sobre o resultado dos exames feitos no alimento já preparado e afirmou que a bactéria encontrada, estafilococos, confirma a hipótese de que a contaminação do alimento tenha ocorrido no intervalo entre a pós-preparação e o momento em que os estudantes foram servidos.

Caso - Na última terça-feira 180 alunos da escola municipal Iracema Maria Vicente, no bairro Rita Vieira, foram vítimas de intoxicação alimentar. As crianças começaram a passar mal por volta das 14h30, depois de terem comido arroz, feijão, salada de repolho com tomate, farofa de ovo e salsicha. Mais de 10 equipes dos bombeiros e do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) foram envolvidas. Na escola, o clima foi de pânico com pais e parentes das crianças chegando a todo o momento em busca de informações.

Projeto estende a escolas estaduais proibição de guloseimas em cantinas
O Projeto de Lei nº 142/11 estende para escolas estaduais a proibição de comercialização de guloseimas em cantinas, a exemplo do que foi aprovado pel...
Sindicato teme demissão nas indústrias de alimentos com fim de guloseimas nas escolas
A proibição da venda de produtos industrializados, como balas, biscoitos, pirulitos e salgadinhos, nas cantinas das escolas públicas e particulares d...
Vereadores votam hoje projeto que normatiza alimentos nas cantinas escolares
O Projeto de Lei N°6.855/10, que normatiza a comercialização de alimentos nas cantinas comerciais da rede pública e instituições privadas de educação...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions