A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

16/09/2011 09:12

Projeto estende a escolas estaduais proibição de guloseimas em cantinas

Fabiano Arruda

O Projeto de Lei nº 142/11 estende para escolas estaduais a proibição de comercialização de guloseimas em cantinas, a exemplo do que foi aprovado pela Câmara Municipal de Campo Grande recentemente.

Após passar pelo crivo da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), a matéria já foi aprovada em segunda discussão e votação na Assembleia Legislativa.

Segundo o texto, o projeto, de autoria do deputado George Takimoto (PSL), “proíbe a comercialização, confecção e distribuição de produtos que colaborem para acarretar riscos à saúde ou à segurança alimentar dos consumidores, em cantinas e similares instalados em escolas públicas situadas no Estado de Mato Grosso do Sul e dá outras providências”.

A matéria aprovada na Câmara Municipal de Campo Grande foi marcada pelas discussões, sobretudo, por conta de uma possível pressão das indústrias em relação ao tema.

Sindicato teme demissão nas indústrias de alimentos com fim de guloseimas nas escolas
A proibição da venda de produtos industrializados, como balas, biscoitos, pirulitos e salgadinhos, nas cantinas das escolas públicas e particulares d...
Profissionais de enfermagem realizam ato a favor da profissão
Os profissionais de enfermagem de Mato Grosso do Sul e de todo Brasil vão realizar um ato para a valorização da categoria. O ato vai será neste domin...


A alimentação nas escolas deve sim ser saudavel, mas apartir do momento que a merenda da escola não agrada a todos, deve ter sim outra fonte de alimentação na escola. nem todas as escolas cumprem isso.
 
Stefany Freitas em 14/08/2012 12:40:07
Parabéns! Atitude positiva em relação ao consumo de guloseimas. A alimentação nas escolas deve ser a mais saudável possível, assim como em casa. Claro que as Indústrias vão pressionar, mas a saúde está em primeiro lugar. Incentivar a criança e o adolescente a uma alimentação correta, é garantir a saúde e diminuir os gastos com os convênios e SUS. Aproveitem para vetar as frituras também.
Bom dia
 
Simone Marchewicz em 16/09/2011 12:07:07
ESTÁ ATRASADO, A EDUCAÇÃO VER ESSE PROBLEMA, QUE SERIA SOLUÇÃO DA SAÚDE, FORMAÇÃO PERFEITA, E APRENDIZADO, SE VIESSE SIDO EXIGIDO DESDE CENTENAS DA ANOS, O JAPÃO POR EXEMPLO, FORMA UMA CIDADÃO, COM PERFEIÇÃO NUTRICIONAL, É UM PAÍS EXEMPLAR, EM TERMO QUASE DE TUDO, IMAGINE A SAÚDE, PORQUE O GOVERNO DE LÁ SE PREOCUPA MUITÍSSIMO COM A ALIMENTAÇÃO, FATOR PRIMORDIAL, DA FORMAÇÃO HUMANA.
 
PEDRO BRAGA em 16/09/2011 01:49:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions