A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/08/2015 10:58

Prefeito inaugura obra e anuncia 2ª fase da revitalização do Horto Florestal

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Horto Florestal teve primeira reforma em 10 anos. (Foto: Fernando Antunes)Horto Florestal teve primeira reforma em 10 anos. (Foto: Fernando Antunes)
Olarte enfrentou protestos de professores em greve durante inauguração (Foto: Marcos Ermínio)Olarte enfrentou protestos de professores em greve durante inauguração (Foto: Marcos Ermínio)

A primeira etapa da revitalização do Horto Florestal, que custou R$ 400 mil, foi entregue nesta segunda-feira. Após dez anos de abandono, o atual cenário é de banheiros reformados, jardinagem renovada, árvores podadas, piso tátil, pintura e iluminação.

De acordo com o titular da Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Valdir Gomes, a segunda fase da iniciativa para dar nova cara ao Horto deve ser concluída em dois meses. Nesta etapa, entra a reforma do teatro de arena.

Segundo o secretário, ele e a primeira-dama Andréia Olarte fizeram um levantamento sobre o que poderia ser melhorado. O serviço foi feito por equipe da própria prefeitura. “Foi ação da primeira-dama e Valdir Gomes. Trabalharam dia e noite para melhorar a estrutura do local, um esforço acima da média. Até o fim do ano, época do Natal, espero que esteja em ótimas condições, um Horto por inteiro, o Horto que sonhamos”, afirma o prefeito Gilmar Olarte (PP). Não foi divulgado o orçamento da nova etapa.

O local também recebeu um núcleo de fiscalização de trânsito da Guarda Municipal, com efetivo de 40 pessoas. A medida é para que o Horto fique mais seguro para os visitantes. “ O foco no momento é entregar um Horto que estava nas mãos de marginais e consumidores de drogas. Vou continuar trabalhando, independente de ameaças. Não tenho medo de cara feia”, diz Olarte.

O discurso foi em resposta a protesto de um grupo com 20 professores, que estão em greve desde maio. Eles vaiaram os secretários e ficaram de costas quando o prefeito assumiu o microfone. Olarte afirma que apoia os professores, mas eles já têm salário significativo.

Cor da discórdia – Em junho, o MPE (Ministério Público Estadual) abriu inquérito civil público para apurar prejuízo ao patrimônio histórico pela alteração das características do projeto original. A fachada foi pintada de amarelo claro. Segundo o titular, a cor é bastante semelhante à original.

“Não mudamos o projeto original. O que aconteceu é que os tijolinhos já estavam em situação de mofo, se desmanchando, por isso era necessária uma pintura. A passarela está vermelha porque voltou ao original”, salienta Valdir Gomes.

A área com mais de seis hectares primeiro abrigou um matadouro. Depois, em 11 de janeiro de 1923, foi transformada em parque pela Câmara Municipal. Em 1956, recebeu o nome de Horto Florestal e passou a ser usado como sede do Serviço de Parques e Jardins do município. A atual estrutura foi entregue em maio de 1995 pelo então prefeito Juvêncio César da Fonseca.



O Horto era todo de tijolos a vista, a equipe do Olarte pegou e pintou tudo, estragaram a arquitetura original.
 
wild em 17/08/2015 12:28:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions