A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/10/2014 17:08

Prefeito pode revogar pela segunda vez demissões de comissionados

Michel Faustino
Prefeito anunciou que algumas demissões devem ser revistas, mas irá manter corte de pessoal. (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito anunciou que "algumas" demissões devem ser revistas, mas irá manter corte de pessoal. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito Gilmar Olarte (PP) declarou na tarde de hoje (13) que a exoneração de 121 servidores comissionados publicada no Diogrande (Diário Oficial do Município), sexta-feira (10), está sendo reavaliada e algumas demissões deverão ser revogadas. Caso ocorra, será a segunda vez no mês. No dia 1º de outubro, houve um princípio de corte de 27 funcionários para, seis dias depois, a medida ser cancelada para 24 deles por suposto “problema técnico” no nome de um dos servidores.

Apesar de anunciar que irá “desfazer” algumas exonerações, Olarte garantiu que mais demissões devem acontecer nos próximos dias. A promessa do progressista é que pelo menos 200 comissionados sejam exonerados até o fim do mês.

Segundo Olarte, a reavaliação das demissões que foram feitas agora se tornou necessária para que “não haja nenhuma injustiça”.

“Vamos reavaliar essa questão das demissões, porque não podemos mandar embora aquela pessoa altamente qualificada e que está produzindo e trabalhando por Campo Grande. Apesar de estarmos com dificuldades financeiras temos que fazer a maquina andar”, ponderou.

Para não fechar o ano com as finanças prejudicadas, a Prefeitura de Campo Grande tem que economizar pelo menos R$ 200 milhões, o que justifica as demissões anunciadas. Atualmente, são aproximadamente 1,9 mil comissionados, 409 deles somente na Segov.

Os cerca de 1,9 mil servidores comissionados geram custo de aproximadamente R$12,1 milhões mensais para o município.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions