A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/04/2015 10:42

Prefeito promete retomar pagamento de gratificações em até 90 dias

Kleber Clajus e Caroline Maldonado
Prefeito condiciona melhora no cenário econômico para retorno de gratificação de servidores (Foto: Alcides Neto / Arquivo)Prefeito condiciona melhora no cenário econômico para retorno de gratificação de servidores (Foto: Alcides Neto / Arquivo)

Servidores públicos de Campo Grande poderão ter o retorno das gratificações, conforme o prefeito Gilmar Olarte (PP), em até 90 dias. A medida estaria condicionada ao aumento da arrecadação e equilíbrio de receitas.

“Pedimos que o servidor tenha paciência. Os ajustes são temporários, como alguma gratificação que precisa diminuir ou coisa parecida. Vamos fazer com muito cuidado, mas em 90 dias acreditamos que haverá uma mudança e, havendo isso, a gente retorna a normalidade”, declarou, nesta segunda-feira (27), durante evento na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Olarte associou queda de repasses federais, estaduais e da arrecadação municipal ao cenário de crise que resultou em cortes que atingem todas as secretarias. As medidas são justificadas para “permitir tranquilidade e que o servidor público receba o seu pagamento em dia”.

Desde janeiro a Prefeitura de Campo Grande promove ajustes para redução de 30% nos gastos de custeio, além de adotar percentual semelhante em gratificações de servidores. Estão suspensos ainda afastamentos, cedências, pagamento de horas extras sem autorização prévia e nomeação de cargos comissionados, com exceção de substituição dos existentes.

Na semana passada, médicos da rede municipal tiveram suspensas três gratificações. Elas incluem vantagem financeira em avaliações anuais e trimestrais relativas a capacitações, cumprimento de resultados e aos que atuavam em ambulatórios, condicionados ao cumprimento de metas e participação em reuniões com a comunidade e conselho gestor.



Pq que ele não reduz seu próprio salário e se toda sua corja de comissionados? Total falta de respeito com os profissionais que já ganham uma miséria e com a toda a população de Campo Grande, pois quero ver se vão sobrar muitos médicos que se sujeitarão a essa humilhação. Sem contar que esse Decreto é ILEGAL, pois está retirando verbas HABITUAIS que já integraram os salários dos médicos. Sendo assim, tal redução só poderia ser feita, quando muito, por meio de lei. Temos que tirar esse cara do poder URGENTE!!!
 
Haroldo em 27/04/2015 14:59:47
Estamos vendo a INCOMPETÊNCIA da um Prefeito, que não sabe administrar nada, ou melhor sabe sim, mas vida dele e de amigos, com altos salários e nenhum trabalho.
 
francisco josé vidal em 27/04/2015 11:22:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions