A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/04/2016 11:09

Prefeito vê onda de terror e ligação entre casos de ataques na cidade

Viviane Oliveira e Leonardo Rocha
Objetos de duas salas foram danificados pelo fogo. (Foto: Marcos Ermínio) Objetos de duas salas foram danificados pelo fogo. (Foto: Marcos Ermínio)
Prefeito visitou o Ceinf nesta manhã e informou que vários objetos, como brinquedos, materiais e colchonetes foram danificados. (Foto: Marcos Ermínio) Prefeito visitou o Ceinf nesta manhã e informou que vários objetos, como brinquedos, materiais e colchonetes foram danificados. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito Alcides Bernal (PP) acredita que o incêndio ocorrido no final da tarde de ontem (17), no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Maria Dulce Prata Cançado, na Rua Indianópolis, no Jardim Noroeste, tenha ligação com ataques a ônibus, que ocorreram na última quinta-feira (14), em Campo Grande.

As aulas foram suspensas e por pelo menos três dias, mais de 200 crianças vão ficar sem aula. Durante entrevista coletiva nesta manhã (18) na creche, Bernal não descarta motivação política e fala também em grupos organizados que querem destruir equipamentos público e, agora onde ficam as crianças.

No local, vários colchões, brinquedos, materiais didáticos e vidros das janelas foram danificados pelo fogo. “Além dos danos materiais, não foi um mero vandalismo. A intenção foi provocar terror na comunidade e região”, lamenta. Os suspeitos pularam o muro, arrombaram duas portas e atearam fogo. Duas salas foram atingidas pelas chamas.

Ainda conforme o prefeito, além da creche do Noroeste, houve arrombamento, furto de alimentos e estragos a objetos no Ceinf Paulo Siufi, no Jardim Autonomista, Escola Municipal Professor Vanderlei Rosa de Oliveira, na região do Parque Novos Estados e Irma Judith Bandera, no São Conrado. Os quatro casos ocorreram durante o fim de semana.

Na creche do Noroeste, a perícia trabalha para identificar as digitais do suspeitos. Segundo o delegado do 1º DP, Bruno Urban, a ação foi realizada por três a quatro pessoas. “Até agora foi identificado o furto de um aparelho”, diz a autoridade policial.

De acordo com Bernal, assim que a perícia for realizada, vai mandar a equipe dele levantar os prejuízos para abrir ordem de serviço para arrumar o que foi destruído. “Eu vou marcar reunião como o governador e com superintendente da Polícia Federal, para ajudar no combate ao crime organizado”. O prefeito afirma ainda que a intenção é fazer um projeto para que tenha mais guardas municipais fazendo rondas nos bairros.

Ação - Na semana passada, dois ônibus foram queimados, sendo um do consórcio Guaicurus, que detém a concessão para atuar no transporte coletivo urbano na cidade, e outro que pertencia a uma igreja. O consórcio estima prejuízo de R$ 130 mil. Os ataques, conforme a polícia, partiu de um detento do presídio de Segurança Máxima. Até agora 12 pessoas participaram das ações, onze estão presos e um continua foragido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions