ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Prefeitura busca R$ 80 milhões em emendas para obras contra enchentes

Entre recursos pretendidos, está o de R$ 21 milhões para drenagem e pavimentação de vias que podem impedir alagamento da Guaicurus

Por Lucia Morel | 23/02/2021 15:59
Residencial Guaicurus, cujas casas ficaram tomadas pela enxurrada no começo do mês. (Marcos Maluf/Arquivo)
Residencial Guaicurus, cujas casas ficaram tomadas pela enxurrada no começo do mês. (Marcos Maluf/Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande pleiteia R$ 80 milhões em Brasília para obras. O prefeito Marcos Trad (PSD) esteve na capital federal com secretários municipais e entre os recursos pretendidos em emendas parlamentares, está o de R$ 21 milhões para drenagem e pavimentação de vias que podem impedir o alagamento da avenida Guaicurus.

Conforme nota do município, esse total deve dar conta de pavimentar ruas dos bairros Porto Galo, Roselândia, Jardim Morenão, Monte Alegre e Colinas, que, conforme a prefeitura, vão eliminar os problemas de alagamento em residenciais construídos às margens da Guaicurus.

Junto ao prefeito, o secretário de infraestrutura, Rudi Fiorese comentou que uma das vias que precisam de uma boa drenagem é a dos Gonçalves por ser um canal de escoamento de praticamente toda a enxurrada que desce dos bairros adjacentes à Guaicurus.

Fioresi disse ainda que o projeto total prevê a execução de 7,10 km de pavimentação, abrangendo o prolongamento da Avenida Filinto Muller e sua extensão; a Rua Barrabas, continuidade da Avenida  Joana D’arc e um dos acessos da região à Avenida Gury Marques; Rua Oranges e Rua dos Gonçalves, desde a Ana Luíza de Souza, passando pela Eva Peron, até terminar na Guaicurus.

Rio Anhanduí – segundo o prefeito, especificamente para as obras no Rio Anhanduí, os recursos pleiteados, de R$ 20 milhões, não são suficientes para estender a revitalização até a Avenida Manoel da Costa Lima, orçada em R$ 50 milhões. Todavia, garantida esta parcela de recurso adicional, se buscaria para o orçamento de 2022 a parcela complementar, de R$ 30 milhões.

“Temos recurso garantido, em torno de R$ 40 milhões, para terminar o trecho em andamento, entre as ruas Santa Adélia e do Aquário. A expectativa, caso o dinheiro desta emenda ao orçamento de 2021 seja liberada, é licitar e iniciar  em 2022 o trecho a partir da Rua Aquário, até chegar as proximidades do Guanandizão”, explicou.

Tiradentes - também  estão sendo buscados recursos, R$ 27, 7 milhões, para a pavimentação das últimas  regiões do Bairro Tiradentes, no entorno da Lagoa Itatiaia. A falta de drenagem acaba provocando alagamentos em algumas ruas como a Domingos Jorge Velho e a Rua Nilo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário