ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  17    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Prefeitura diz que servidores vão ficar sem cartão até fechar novo contrato

Por Lidiane Kober | 11/11/2013 15:05

Via assessoria de imprensa, a Prefeitura de Campo Grande informou, nesta segunda-feira (11), que os quatro mil servidores vão ficar sem cartão de adiantamento salarial para fazer compras até ser fechado novo contrato.

“A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Semad – Secretaria Municipal de Administração - informa que o contrato com a Brasil Card e com o BMG encerrou e em razão disso estão sendo analisadas novas propostas, de forma a ampliar os benefícios aos servidores”, comunicaram.

A reportagem questionou sobre a necessidade de seguir trâmites burocráticos, como licitação, e sobre a possibilidade de o servidor ficar meses sem o cartão, mas a prefeitura não deu mais detalhes do caso.

Segundo presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais), Marcos Tabosa, o contrato com a Brasil Card venceu realmente neste mês. “Tudo bem cortar se achar uma parceria melhor, mas que fizesse uma licitação e fechasse o contrato antes de deixar os servidores na mão”, avaliou.

Ainda de acordo com Tabosa, o cartão Brasil Card não é de crédito e não cobra juros. “É um adiantamento salarial e exige uma taxa de R$ 4,30 ou R$ 4,50”, informou. O convênio possibilita realizar compras em mais de 700 lojas conveniadas. Cada servidor, pode usar até 30% do salário por meio do cartão. Os gastos são descontados na próxima folha de pagamento e a parceria existe desde 2007.

Nos siga no Google Notícias