A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

10/04/2018 12:12

Prefeitura garante R$ 204 milhões em investimentos para recapeamento

O valor será usado na manutenção de 370 quilômetros de malha viária na Capital

Geisy Garnes
Segundo a prefeitura, 370 quilômetros de malha viária serão recuperadas (Foto: Marcos Ermínio/ Arquivo)Segundo a prefeitura, 370 quilômetros de malha viária serão recuperadas (Foto: Marcos Ermínio/ Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande garantiu R$ 204 milhões em investimento para obras de recapeamento e microrevestimento asfáltico nos próximos dois anos. O valor será usado na manutenção de 370 quilômetros de malha viária na Capital.

O montante, segundo a prefeitura, soma R$ 14 milhões de recursos próprios, R$ 130 milhões do Programa de Mobilidade Urbana e R$ 60 milhões do PAC Pavimentação. Conforme secretário-adjunto de Infraestrutura e Serviços, Ariel Serra, o valor é suficiente para recuperar 370 quilômetros da malha viária - sendo 120 quilômetros de recapeamento e 250 quilômetros de microrevestimento, técnica para o fechamento dos pontos de fissura que previne o surgimento de novos buracos.

Segundo o secretário-adjunto da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) a Caixa Econômica autorizou que 20% dos recursos do PAC Pavimentação sejam destinados ao serviço de recapeamento. Como há um saldo de R$ 300 milhões, a Prefeitura destinará R$ 60 milhões para recuperar as vias no entorno dos bairros que estão recebendo drenagem e pavimentação, como Nova Lima, Santa Luzia, Jardim Seminário e Atlântico.

O investimento foi apresentado durante audiência pública na Câmara Municipal, promovida pela Comissão de Serviços Públicos. Ainda de acordo, Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Campo Grande tem 2.795 quilômetros de vias urbanas asfaltadas, mas pelo menos 1.500 quilômetros precisam de recapeamento.

Para isso, seria preciso investir R$ 800 milhões, o que é impossível sem a captação de recursos, já que o orçamento da Prefeitura reserva apenas R$ 150 milhões para manutenção da cidade. Desse valor, R$ 75 milhões é destinado para limpeza, coleta e destinação final do lixo.

Para ampliar a abrangência do recapeamento, a prefeitura ainda busca a captação de um empréstimo do BNDES, que será usada no recapeamento, drenagem e sinalização das vias da Capital. O município conta ainda com mais R$ 30 milhões em microrevestimento, que serão feitos como ressarcimento pela abertura de valetas no pavimento para expansão das redes de água e esgoto da Águas Guariroba.

Recapeamento - Estão concluídos ou em fase de execução, quase 18 quilômetros de recapeamento nos complexos Altos do São Francisco e Mata do Jacinto Etapa D - que abrangendo vias como Euler de Azevedo, Mato Grosso, Antônio Maria Coelho, Hiroshima, Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo.

Com recursos das obras do PAC Mobilidade Urbana - iniciadas pelo corredor sudoeste (Guia Lopes, Brilhante, Gunter Hans e Bandeirantes) - serão recapeadas as ruas Gury Marques, Costa e Silva, Rui Barbosa; Bahia, Coronel Antonino, Gunter Hans e Calógeras.

A Prefeitura já tem destinado também, como parte do contrato de tapa-buraco, R$ 14 milhões, em recursos próprios, para executar 250 quilômetros de microrevestimento nas vias onde o tapa-buraco for feito e com pavimento em melhores condições de manutenção.

De janeiro de 2017 até agora, em 15 meses da atual gestão, já foram executados 19 quilômetros de recapeamento e mais 27,46 (investimento de R$ 12,3 milhões) já estão contratados. Em vias de licitação, estão mais 24,79 km, ao custo de R$ 11,1 milhões.
Em relação ao tapa-buraco nos últimos 15 meses foram tapados 328.427 buracos, abrangendo uma 845 mil metros quadrados, um investimento de R$ 41,3 milhões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions